Pandemia: RELATÓRIO DO FMI APONTA MAIOR RECESSÃO MUNDIAL DESDE 1929

O relatório econômico do Fundo Monetário Internacional mostra que 170 dos 189 países membros devem ter uma queda no PIB per capita em 2020.

As projeções de crescimento da economia mundial devem sofrer um forte impacto por causa da crise do novo coronavírus. Nesta semana, o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou o seu relatório semestral sobre o desempenho da economia global, o World Economic Outlook, já considerando os prejuízos causados pela pandemia e a paralisação das atividades em diversos países.

O relatório trouxe as projeções de crescimento (ou, no caso, de retração) para os países ricos e também para as economias dos países emergentes, entre eles o Brasil e a China.

O FMI deve aponta que o mundo caminha para a mais profunda e severa crise econômica em quase um século.

Em um discurso na semana passada, a diretora-geral da entidade, Kristalina Georgieva, adiantou que o relatório mostraria que o FMI espera a maior retração econômica global desde a Crise de 1929.

Georgieva também ressaltou que o mundo deve vivenciar um empobrecimento generalizado. Segundo ela, 170 dos 189 países membros do FMI devem ter uma queda no PIB per capita em 2020. No início do ano, a expectativa era de que o PIB per capita cresceria em 160 países.

(Com Exame)

Seja o Primeiro a comentar on "Pandemia: RELATÓRIO DO FMI APONTA MAIOR RECESSÃO MUNDIAL DESDE 1929"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*