Lava-Jato: DELTAN DEIXA FORÇA-TAREFA DA LAVA JATO, ALEGANDO PROBLEMAS DE SAÚDE NA FAMÍLIA

No lugar de Deltan, deve assumir o Procurador da República que atualmente faz parte do grupo de trabalho da Lava Jato da Procuradoria-Geral da República.

O procurador da República Deltan Dallagnol vai deixar a força-tarefa da Operação Lava Jato, que comanda desde o início das investigações em 2014. O motivo alegado para a saída de Deltan é a saúde da família, segundo procuradores próximos.

No lugar de Deltan, deve assumir o procurador Alessandro José Fernandes de Oliveira (foto ao lado), que atualmente faz parte do grupo de trabalho da Lava Jato da Procuradoria-Geral da República, chefiado pela subprocuradora-geral Lindôra Maria Araújo. Deltan é hoje o titular do 15º ofício do MPF no Paraná, e Alessandro o titular do 16º.

Os dois procuradores informaram ao MPF nesta segunda-feira, 31, o interesse em trocar de funções. A permuta deve ser confirmada após as 17h desta terça-feira, 1º, quando encerra o prazo para contestações.

“Não havia como compatibilizar a lava jato com questões de saúde da família”, disse o procurador-regional da República Januário Paludo, que integra a Lava Jato, confirmando a saída do chefe da Lava Jato.

Alessandro já trabalhou no grupo de trabalho da Lava Jato da ex-procuradora-geral Raquel Dodge e é especialista em colaborações premiadas. Deltan Dallagnol e Alessandro ainda não se manifestaram sobre o tema.

(Da Redação com Agência Estado)

Seja o Primeiro a comentar on "Lava-Jato: DELTAN DEIXA FORÇA-TAREFA DA LAVA JATO, ALEGANDO PROBLEMAS DE SAÚDE NA FAMÍLIA"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*