Hot Topics

Foz do Iguaçu: JUSTIÇA PROÍBE MÃE DE VER BEBÊ. ELA QUER DAR ALIMENTAÇÃO VEGETARIANA A CRIANÇA

A paraguaia residente em Foz do Iguaçu, Patricia Garcia, denuncia o ex-marido, que é professor da UNILA, por racismo étnico.

Nascida no Paraguai, Patrícia Garcia vive um pesadelo no Brasil, que foi agravado no último mês.

A mulher teve seu filho retirado do seu convívio por conta de uma ação movida pelo pai do bebê, que a acusa de maltrato contra Sama.

Patricia segue a religião Hare Krishna, que não permite consumo de alimentos de origem animal, escolha que a mãe também implementou à alimentação do filho.

Mesmo com laudos médicos comprovando o bom estado de saúde de Sama, que está em fase de amamentação, a Justiça retirou o filho de Patrícia, que passou a viver com o pai.

Para não deixar Sama sem alimento, a mãe retira o leite por meio de uma máquina diariamente e o leva até o portão da casa em que o filho está morando.

A entrega é feita sem contato, e Patrícia está há 25 dias longe dele. “Era pro meu bebê estar mamando no colo. Ele e eu temos esse direito. Não é nem algo desumano, mas sim inatural. Se essa é natural, deveria ser inviolável”, desabafou em um vídeo no Instagram com a cantora e atriz Jana Mokianda.

(Da Redação com Revista Cláudia)

2 Comentários em "Foz do Iguaçu: JUSTIÇA PROÍBE MÃE DE VER BEBÊ. ELA QUER DAR ALIMENTAÇÃO VEGETARIANA A CRIANÇA"

  1. Que justiça é essa que separa um bebê da mãe? Isso é uma violência!😡

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*