Extra, Extra, Extra: LEONARDO CAVALCANTE DEVERÁ TER CANDIDATURA A VEREADOR IMPUGNADA

O Ministério Público deverá pedir impugnação com base na apuração das provas coletadas durante Operação Conjunta do GAECO que, além do candidato a vereador, tinha como alvo Sidnei Orlando, agropecuarista de Abelardo Luz.

O IGUASSU apurou junto as nossas fontes em Abelardo Luz, Sudoeste catarinense, que são bastante robustas as provas, já analisadas, coletadas nesta sexta-feira (13) durante a busca e apreensão da Operação Integrada e que, assim, o Ministério Público do Estado de Santa Catarina deverá entrar com a impugnação da candidatura vereador de Leonardo Cavalcante.

Nossa fonte, a qual participou das buscas e apreensões, garantiu que as provas são “extremamente contundentes” e demonstrariam compra de votos, abuso econômico e ameaças a eleitores, ainda segundo nossa fonte, crimes estes que teriam sido praticados também por Sidnei Orlando.

A Operação Integrada continua em Abelardo Luz durante todo este domingo de Eleições, e diversas outras ocorrências relacionadas a compras de votos, ainda segundo nossa fonte que atua com a Força Tarefa, já estariam sendo registradas, desta feita “contra os candidatos a prefeito, Nerci Santin (MDB 15) e Dilmar Fantinelli (PT 13)”, também segundo a fonte do O IGUASSU.

São vários os relatos de eleitores de Abelardo Luz que chegam a Redação deste informativo eletrônico, os quais estamos apurando. Mais notícias a qualquer momento, aqui no O IGUASSU.

Este espaço, como de praxe, está aberto para o exercício de direito de resposta aos interessados citados na presente matéria.

(Da Redação)

Seja o Primeiro a comentar on "Extra, Extra, Extra: LEONARDO CAVALCANTE DEVERÁ TER CANDIDATURA A VEREADOR IMPUGNADA"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*