América Latina: ASTRAZENECA SUSPENDE TESTES DA VACINA CONTRA A COVID-19

Testes com vacina de Oxford, aposta da América Latina contra a covid-19, são suspensos no mundo, incluindo Brasil, onde já são mais de 127 mil mortos e 4,1 milhões de casos de infectados pelo coronavírus.

A farmacêutica AstraZeneca suspendeu os testes de sua vacina contra o coronavírus, feita em parceria com a Universidade de Oxford, após um voluntário do Reino Unido ficar doente.

Milhares de voluntários participam dos estudos agora interrompidos, inclusive no Brasil (entenda aqui). A informação sobre a “reação adversa” de um voluntário foi divulgada pelo site de notícias de saúde Stat News e foi confirmada pela própria empresa horas depois.

Conhecida como “vacina de Oxford”, o produto que está sendo desenvolvido pela AstraZeneca é a principal aposta da América Latina contra a covid-19. México e Argentina fecharam um acordo para produzir a vacina em escala. O Governo Bolsonaro também assinou contrato para garantir a distribuição dela no Brasil.

“Estamos trabalhando para agilizar a revisão de um único evento para minimizar qualquer impacto potencial no cronograma do estudo. Estamos comprometidos com a segurança de nossos participantes e os mais altos padrões de conduta em nossos testes”, disse a farmacêutica.

Números da Pandemia no Brasil

Como ocorre de costume após finais de semana e feriados, os números sobre novos casos de infecção e mortes por coronavírus vieram menos expressivos nesta terça-feira (08). Foram computados mais 504 óbitos, que elevaram o total a 127.464, e 14.279 novas infecções, o que levou o número total a 4.162.073.

(Da Redação com El País)

Seja o Primeiro a comentar on "América Latina: ASTRAZENECA SUSPENDE TESTES DA VACINA CONTRA A COVID-19"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*