TRIBUNAL MARCA JULGAMENTO DE LULA EM SEGUNDA INSTÂNCIA

Julgamento de recurso no caso do triplex ocorrerá em 24 de janeiro. Em primeira instância, Moro condenou o ex-presidente a 9 anos e 6 meses de prisão. Se sentença for confirmada, Lula não poderá concorrer na eleição.

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região marcou para 24 janeiro de 2018 o julgamento do recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a sentença do juiz federal Sérgio Moro no caso do triplex no Guarujá. Em primeira instância, o petista foi condenado a nove anos e seis meses de prisão, por lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

A apelação será julgada pela 8ª Turma do tribunal, sediado em Porto Alegre, que é responsável pelos recursos da Operação Lava Jato em segunda instância. O relator é o desembargador João Pedro Gebran Neto. O colegiado também é composto pelos desembargadores Leandro Paulsen e Victor Laus.

Em nota, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, afirmou que a condenação em primeira instância não foi baseada em provas e acrescentou que espera que o ex-presidente seja inocentado.

A candidatura de Lula na eleição presidencial de 2018 depende do julgamento do caso em segunda instância. Se a sentença for confirmada, o ex-presidente será enquadrado na Lei da Ficha Limpa e não poderá concorrer a nenhum cargo eletivo.

(Com dw)

Seja o Primeiro a comentar on "TRIBUNAL MARCA JULGAMENTO DE LULA EM SEGUNDA INSTÂNCIA"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*