QUEM É DELEGADO JACOVÓS, O OUTSIDER MAIS VOTADO A DEPUTADO ESTADUAL NO PARANÁ

Com 61.310 votos, o delegado conseguiu ficar à frente de nomes tradicionais da política paranaense

Delegado Jacovós, de 54 anos, desde cedo foi acostumado a trabalhar com investigação. Começou como auditor de estoques de uma empresa privada. Virou escrivão policial e, depois, passou no concurso para delegado. Agora, eleito deputado estadual, quer colocar lupa nos atos do governo do Paraná e do Legislativo.

Filiado ao Partido da República (PR), José Aparecido Jacovós irá exercer um mandato eletivo pela primeira vez. De cara, já foi o candidato a deputado estadual mais bem votado no Paraná entre os “outsiders”, ou seja, os nomes que não têm tradição na política. Morador de Apucarana, no Norte do estado, ele conquistou 61.310 votos.

Trajetória antes da política

Delegado Jacovós foi auditor de estoques de uma empresa privada – a principal função dele era descobrir furtos de produtos e fraudes cometidos por gerentes. Em 1986, prestou concurso para escrivão, profissão que exerceu por seis anos.

Concluiu o bacharelado em Direito na Universidade Estadual de Maringá. Em 1994, prestou concurso para delegado de polícia e foi aprovado.

O primeiro contato dele com a política foi em 2004, quando se candidatou para prefeito de Sarandi pelo Partido Popular Socialista (PPS). Na ocasião, ficou em quarto lugar, com 10% dos votos válidos. Em 2008, concorreu a vice-prefeito de Sarandi na chapa encabeçada por Walter Volpato (PSDB). Perdeu por 898 votos. E voltou a focar na carreira policial.

Jacovós conta que coordenou diversas operações pelo estado que renderam manchetes, como a Operação Cangaço, em 2016, que resultou na prisão de mais de 20 suspeitos envolvidos em 22 crimes, como assaltos e explosões a caixas eletrônicos, além da prisão de um pediatra e pastor em 2002, acusado de crimes de atentado violento ao pudor, rapto violento e atos obscenos contra crianças nos semáforos de Maringá.

O delegado já foi responsável por mais de 70 municípios durante a trajetória profissional. Atuou como delegado regional em Astorga, onde foi responsável por oito municípios. Foi delegado subdivisional de União da Vitória (15 municípios), Cornélio Procópio (22 municípios), Campo Mourão (28 municípios) e Apucarana (26 municípios).

“Roubaram a égua”

No dia seguinte à eleição deste ano, o deputado estadual eleito voltou para a sua função, na subdivisão de Apucarana, e logo cedo ficou responsável por um caso que para ele é simbólico. Um agricultor rural teve sua égua de estimação, que estava com ele há 15 anos, furtada. O animal ajudava o agricultor no transporte dos produtos da horta para serem vendidos na feira.

“A égua era o tesouro do cidadão, e o policial tem que estar preparado para resolver tanto grandes casos quanto casos assim, simples”, conta o delegado. O caso teve um desfecho feliz: no mesmo dia o animal foi recuperado.

Como será o trabalho na Alep

Quanto à atuação dele na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) a partir do ano que vem, o eleito destaca a fiscalização do governo. “Um deputado não tem que estar aí só para propor projetos, ele tem que fiscalizar todos os atos do Executivo. Fatos que ocorrem, como a situação do ex-governador [Beto Richa, réu na Operação Rádio Patrulha].” Segundo ele, os “deputados que ali estavam não conseguiram detectar essa fraude”.

Jacovós foi eleito na coligação de Ratinho Jr (PSD), mas diz que não estará na Alep “para falar amém para tudo” e se coloca como um deputado independente.

A principal bandeira dele é a segurança pública e irá atuar para a retirada dos presos condenados que hoje estão em delegacias. É a favor de rever a reforma da Paranáprevidência e rever o aumento do ICMS e IPVA, e defende que o projeto “Escola sem Partido” seja adotado nas escolas em nível estadual.

(Com Gazeta do Povo)

Seja o Primeiro a comentar on "QUEM É DELEGADO JACOVÓS, O OUTSIDER MAIS VOTADO A DEPUTADO ESTADUAL NO PARANÁ"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*