PROFESSORES RECOMENDAM SUSPENSÃO DO VESTIBULAR DA UFPR

Em assembleia no fim da tarde desta terça-feira (10), em Curitiba, a maioria dos professores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) decidiu por recomendar a suspensão do vestibular deste ano

A assembleia foi convocada pela Associação dos Professores da Universidade Federal do Paraná (APUFPR). A deliberação será levada agora à direção da universidade. Os professores presentes na assembleia também decidiram levar a proposta ao colegiado nacional para fazer dela um movimento em todo o País. A ideia é pressionar o governo federal a liberar verbas de custeio, pesquisa e extensão que estão contingenciadas e comprometem o funcionamento de instituições federais de ensino.

Uma greve de dois dias, em 17 e 18 ou 24 e 25 de setembro, também foi decidida na assembleia sindical. Um indicativo de greve por tempo indeterminado foi aprovado. Em ata oficial, os motivos das deliberações são “contra os cortes no orçamento; contra o Future-se; e que a suspensão do vestibular se deve ao Projeto de de lei orçamentária de 2020 que impede o funcionamento das Universidades”.

O reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, disse ao Bem Paraná no início da noite desta terça que a decisão de suspender o vestibular cabe à instituição universitária, sendo a última palavra da reitoria. “Antes de qualquer coisa a gente precisa identificar o que foi discutido. O que sei até agora é que foi decidido que se levasse para o sindicato nacional e reitores para verificar se não há condições de fazer disso (suspensão do vestibular) um movimento nacional. Não sei se o encaminhamento foi esse. Tendo a não acreditar que seja isso, não tem muito a cara do nosso sindicato, e se for isso não é o sindicato que resolve. É a direção que resolve. Claro que o sindicato pode e deve pressionar quando considerar pertinente”, disse o reitor que deve se reunir com professores e tomar posição até a manhã desta quarta-feira (11).

Fonseca diz ainda não foi cogitada a suspensão do vestibular. “Eu estou vivendo o dia a dia. Se não vier dinheiro até o final desse mês nós viveremos uma situação dramática. Não estou criando cenários apocalípticos. Dentre esses cenários, um seria suspender o vestibular. Até agora a gente ainda não cogitou suspender o vestibular. Nós queremos terminar o ano, de um jeito ou de outro. O governo, o ministério, tem dito que sai algum dinheiro e que isso permitiria o fechamento do ano”, afirma o reitor.

As inscrições para o vestibular 2019/2020 da UFPR terminaram às 17 horas desta terça. Ao todo, a UFPR ofereceu 5.660 vagas em 129 opções de cursos e turnos de graduação. Pelo Sistema de Seleção Unificado (SiSU) serão disponibilizadas 1.298 vagas, de acordo com a instituição.

Por enquanto, a 1ª fase do vestibular está marcada para o dia 27 de outubro. As provas aplicadas nessa data vão ser de conhecimentos gerais. Os estudantes que passarem para a 2ª etapa vão fazer as provas de compreensão e produção de texto e as questões específicas nos dias 24 e 25 de novembro.

As provas serão aplicadas em Curitiba, Jandaia do Sul, Matinhos, Palotina e Toledo.

Procurada, a APUFPR ainda não se manifestou oficialmente após a assembleia.

(Com Bem Paraná)

Seja o Primeiro a comentar on "PROFESSORES RECOMENDAM SUSPENSÃO DO VESTIBULAR DA UFPR"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*