PRIMEIRO DIA DA FEIRA INTERNACIONAL DO LIVRO É SUCESSO DE PÚBLICO

O primeiro dia da 13ª Feira Internacional do Livro foi um sucesso de público. De acordo com os organizadores, mais de quinze mil pessoas prestigiaram esse primeiro momento que contou com a participação da escritora Ana Maria Machado, homenageada desta edição, show-sarau do músico Zeca Baleiro, dentre várias atrações locais. Esta edição já começa entrando para a história como a maior de Foz do Iguaçu e do Paraná.
 
A feira foi aberta ao público às 16h e ao longo do dia, comunidade e turistas apreciaram todas as atrações e novidades desta edição que acontece no Complexo Bordin, em um espaço de mais de 5 mil metros quadrados. Com aproximadamente  50 estandes, a nova estrutura agradou os moradores que participaram de todas as atividades do dia: cozinha literária, Espaço Família, contação de história, capoeira, dentre outros.
 
“Achei o local perfeito, já havia vindo em outros anos, quando era na praça do Mitre, mas aqui  ficou muito melhor”, disse Ana Karina Guerra, moradora do centro. Kely Schimidt veio do Porto Belo para prestigiar a feira. “Gostei do local, de fácil acesso, agora está mais bonito”.
 
O auge de participação aconteceu pela noite quando o palco principal foi palco da cerimônia de abertura do evento. Contando com a presença da escritora Ana Maria Machado, homenageada da feira, o ato que reuniu várias autoridades municipais, apoiadores e instituições ligadas ao livro deu uma importante demonstração do símbolo de reconstrução desta edição.
 
Realizada pelo Governo Municipal, através da Fundação Cultural e da Secretaria da Educação, nesse ano, a feira, contou com vários apoiadores, como Itaipu, PTI, Itamed, dentre outros.
 
O Prefeito Chico Brasileiro reforçou o compromisso do governo com a valorização da cultura e da leitura. “É preciso investir em pessoas, e essa feira representa isso. São as pessoas que transformam o mundo. Essa feira representa a grandeza do povo da fronteira, pois o que nos une é a cultura, é a literatura”.
 
Depois de quase ter sido cancelada no ano passado e realizada em tamanho reduzido, esta edição está sendo bastante festejada, pois carrega a marca da superação.  Para a diretora de cultura da Fundação Cultural, Vera Vieira, a feira ressurge esse ano com mais força, tal uma fênix. “A feira junto com o Prêmio Cataratas de Contos e Poesias são verdadeiras ações de resistência da literatura”.
 
O Diretor Presidente Juca Rodrigues falou da importância da Feira para dar visibilidade a uma arte que ainda é desvalorizada. “Precisamos que a cultura e a leitura sejam percebidas como necessárias, tornar tangível o que é intangível. A arte que é invisível ser mostrada, cultivada. Esse é um grande desafio e eu tenho certeza, que todos juntos, vamos fazer essa feira entrar para a história”.
 
Para o Secretário da Educação, Fernando Ferreira, a escolha do local também é reflexo do compromisso do governo em oferecer o que há de melhor à comunidade. “Buscamos oferecer acolhimento e promover o bem-estar à comunidade, que merece uma feira com este tamanho e qualidade”.
 
Após a abertura, a escritora Ana Maria Machado realizou um bate-papo e em seguida realizou uma sessão de autógrafos que atraiu centenas de leitores. A autora que é a primeira mulher a ser homenageada na história da Feira Internacional do Livro ficou entusiasmada com o evento e elogiou a festa literária. “Estou encantada com a cidade, o que vocês estão fazendo é uma maravilha, é uma feira linda e esse entusiasmo que presenciei vai nos fazer ir para frente; gente como nós”.
 
Encerrando com requinte especial esta primeira noite, Zeca Baleiro somou literatura com a música em uma apresentação que lotou o palco principal. “Eu me sinto honrado em participar de uma feira como essa, principalmente quando sou convidado a falar do foco da relação entre a música e a literatura”.
Com PMFI

Seja o Primeiro a comentar on "PRIMEIRO DIA DA FEIRA INTERNACIONAL DO LIVRO É SUCESSO DE PÚBLICO"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*