PRESIDENTE SUL-COREANO COGITA ENCONTRO COM KIM

Moon diz estar disposto a se reunir com líder da Coreia do Norte sob “condições adequadas”.

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, disse nesta quarta-feira (10/01) estar disposto a se reunir com o líder norte-coreano, Kim Jong-un. O anúncio foi feito um dia depois das primeiras conversações oficiais entre Seul e Pyongyang em praticamente dois anos. Moon também agradeceu ao presidente dos EUA, Donald Trump, pelos recentes desenvolvimentos positivos na península coreana.

“Estou aberto a qualquer forma de reunião, incluindo uma cúpula, sob as condições corretas”, disse Moon, em entrevista coletiva. “Condições adequadas devem ser criadas, e certos resultados devem ser garantidos.”

“É apenas o começo”, enalteceu Moon. “Ontem foi o primeiro passo e acho que tivemos um bom começo. Trazer a Coreia do Norte para negociações sobre a desnuclearização é o próximo passo que devemos tomar.”

Por outro lado, o presidente sul-coreano negou que Seul esteja planejando suspender provisoriamente algumas das sanções que aprovou contra Pyongyang devido a seu programa nuclear e de mísseis.

“Por enquanto, não temos nenhum plano para aliviar as nossas sanções unilaterais contra a Coreia do Norte, ativadas de maneira conjunta com as sanções internacionais”, assegurou.

Na terça-feira, as duas Coreias concordaram em realizar conversações militares numa tentativa de reduzir as tensões e reabrir uma linha direta militar que foi cortada em 2016. Além disso, a comunidade internacional também saudou o acordo que permite que Pyongyang envie atletas aos Jogos Olímpicos de Inverno na cidade sul-coreana de Pyeongchang, em fevereiro. A Coreia do Norte havia boicotado os Jogos Olímpicos de Seul, em 1988.

Moon tem apoiado uma aproximação com a Coreia do Norte, mas os testes nucleares e de mísseis de Pyongyang obrigaram Seul a buscar amparo em Washington para exercer pressão internacional sobre o regime norte-coreano. Há quem diga em Washington que a sinalização de aproximação de Kim é apenas uma tentativa de distanciar a Coreia do Sul dos EUA.

(Com DW)

Seja o Primeiro a comentar on "PRESIDENTE SUL-COREANO COGITA ENCONTRO COM KIM"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*