PRESIDENTE DO PERU EVITA DESTITUIÇÃO

Em cima da hora, Pedro Pablo Kuczynski consegue votos e escapa de processo de afastamento no Congresso peruano. Político é dono de empresa que teria lucrado com esquema de corrupção da Odebrecht.

O Congresso do Peru rejeitou o pedido de destituição apresentado pela oposição contra o presidente Pedro Pablo Kuczynski, acusado por rivais políticos de mentir sobre o envolvimento em negócios ligados à construtora Odebrecht.

Após uma sessão que durou mais de 13 horas e invadiu a madrugada desta sexta-feira (22/12), o pedido de afastamento teve apenas 79 votos a favor e foi rejeitado – a lei determina o apoio mínimo de 87 dos 130 legisladores.

A moção recebeu ainda 19 votos contra e 21 abstenções e, consequentemente, foi arquivada. Kuczynski seguirá na presidência do Peru. Na decisão final, os legisladores do bloco de esquerda Novo Peru tiveram um papel decisivo. Eles se retiraram antes da votação e exibiram cartazes que diziam: “Nem golpismo, nem lobismo”.

(Com dw)

Seja o Primeiro a comentar on "PRESIDENTE DO PERU EVITA DESTITUIÇÃO"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*