Policial é atacado e reage com tiros diante da Catedral de Notre-Dame

Um policial baleou um homem que tentou atacá-lo com um martelo nesta terça-feira (06/06), diante da Catedral de Notre-Dame, um dos pontos turísticos mais visitados de Paris. O incidente ocorreu por volta das 16h30 (horário local).

Após o ataque, a polícia isolou a área e ordenou o fechamento de várias estações de metrô na região. Devido à operação policial, cerca de 900 pessoas foram impedidas de deixar o interior da catedral.

De acordo com a polícia de Paris, a operação desencadeada após o ataque durou cerca de uma hora. “Situação controlada, um policial ferido, o autor dos fatos foi neutralizado e levado ao hospital”, afirmou a corporação no Twitter.

Segundo o ministro francês do Interior, Gerard Collomb, um homem armado com um martelo atacou um dos três policiais que faziam a segurança na praça da Catedral, um dos lugares mais disputados pelos turistas na capital francesa. “Seus colegas reagiram com serenidade e atiraram”, acrescentou. Collomb afirmou que o agressor teria gritado “isso é pela Síria” antes do ataque e aparentemente teria agido sozinho.

O agressor foi identificado como sendo um argelino nascido em janeiro de 1977 que chegou à França em março de 2014 e é casado com uma mulher de nacionalidade sueca. Ele não estava fichado pelos serviços policiais e não tem histórico judicial. O homem estaria fazendo doutorado na França.

A polícia encontrou em sua casa um vídeo no qual ele declara fidelidade ao grupo extremista “Estado Islâmico” (EI). Na gravação, segundo afirmou o site da emissora LCI, o agressor reivindicava suas “futuras ações”.

A imprensa francesa divulgou que o agressor foi ferido no peito. De acordo com a emissora de televisão BFMTV, o homem tentou atacar os agentes após ter ameaçado outras pessoas.

“Ouvimos os tiros, mas pensamos que eram trovões”, afirmou à agência de notícias Efe uma turista que estava dentro da Catedral.

O incidente está sendo investigado por autoridades antiterrorismo.

Desde a onda de ataques extremistas nos últimos anos, Paris permanece sob alerta com segurança reforçada. Esse foi o quarto ataque contra forças de segurança na cidade neste ano. Em abril, um atirador abril fogo contra uma viatura da polícia na avenida Champs Elysees, deixando um policial morto e dois feridos. Os ataques ocorreram em fevereiro no Louvre e em março no aeroporto de Orly.

Com DW

Seja o Primeiro a comentar on "Policial é atacado e reage com tiros diante da Catedral de Notre-Dame"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*