POLÍCIA FEDERAL PRENDE MAIS DOIS SIMPATIZANTES DE GRUPOS EXTREMISTAS

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira dois suspeitos de serem simpatizantes do Estado Islâmico, em mais uma etapa da Operação Hashtag. As prisões ocorrem em São Paulo, conforme a Folha apurou.

A Polícia Federal não revelou as identidades deles, que são brasileiros e estavam em São Paulo. Os dois haviam feito juramento virtual de lealdade ao Estado Islâmico e mantinham contato com os doze presos no mês passado.

Segundo a Folha apurou, nas conversas com os demais detidos, eles se ofereciam para executar eventuais atos terroristas durante a Olimpíada do Rio de Janeiro. A Polícia Federal conseguiu rastrear as mensagens a partir do material apreendido na operação deflagrada em julho.

Durante a ação desta quinta-feira (11), foram cumpridos ainda cinco mandados de busca e apreensão e três de condução coercitiva.

Deflagrada no mês passado, a Hashtag mirou num grupo de brasileiros simpatizantes do EI que estariam planejando fazer um ato terrorista durante a Olimpíada do Rio de Janeiro. Na ocasião, 12 pessoas foram presas.

Esta foi a primeira ação anti-terror depois da aprovação da lei que tipificou os crimes dessa natureza.

Embora não haja registros de contatos diretos com terroristas, um dos suspeitos chegou a entrar em contato com uma empresa de armas para comprar um fuzil AK-47, o que acabou não se concretizando.

Outros fizeram o juramento de lealdade ao Estado Islâmico por meio de um site que oferece uma gravação do texto que deve ser repetido a quem deseja fazer parte do EI.

Com Folha

Seja o Primeiro a comentar on "POLÍCIA FEDERAL PRENDE MAIS DOIS SIMPATIZANTES DE GRUPOS EXTREMISTAS"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*