PF QUASE DOBRA NÚMERO DE DELEGADOS QUE MIRAM POLÍTICOS NA LAVA JATO

Aumento de efetivo visa acelerar investigações e concluir mais de 270 inquéritos envolvendo políticos com foro privilegiado.

A Polícia Federal (PF) quase dobrou nesta quinta-feira (04/01) o número de delegados responsáveis por investigações da Operação Lava Jato envolvendo políticos com foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Com a decisão de aumentar o número de delegados de nove para 17, a Polícia Federal pretende acelerar as investigações para concluir os 273 inquéritos sobre políticos com foro privilegiado no STF. Destes casos, 124 são exclusivos da Lava Jato.

Segundo uma fonte ouvida pela agência de notícias Reuters, a decisão foi tomada em meio a desconfianças de que o presidente Michel Temer poderia usar a recente indicação de Fernando Segóvia, como diretor-geral da PF, para barrar a Lava Jato.

Em entrevista à TV Globo, o diretor de combate ao crime organizado da PF, Eugênio Ricas, afirmou que os delegados escolhidos devem começar o trabalho na Lava Jato até o fim do mês, em Brasília. Os trabalhos serão liderados por Josélio Azevedo de Souza, que é coordenador de combate à corrupção e ao crime organizado.

(Com DW)

Seja o Primeiro a comentar on "PF QUASE DOBRA NÚMERO DE DELEGADOS QUE MIRAM POLÍTICOS NA LAVA JATO"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*