PARANÁ VAI DESAPROPRIAR ÁREA PARA CONSTRUIR AEROPORTO REGIONAL DO OESTE

Decreto da governadora Cida Borghetti (PP) foi publicado na sexta-feira. Previsão é de que o novo aeroporto, entre os municípios de Cascavel e Tupãssi, leve até dez anos para ficar pronto

O governo do Paraná deu o primeiro passo para a construção do Aeroporto Regional do Oeste, nas proximidades de Cascavel. Foi publicado no Diário Oficial da última sexta-feira (6) um decreto assinado pela governadora Cida Borghetti (PP) que declara um terreno de 148 hectares como de utilidade pública para fins de desapropriação. A área, onde deverá ser construído o novo aeroporto, fica entre os municípios de Cascavel e Tupãssi.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Logística (Seil), o local a ser desapropriado foi definido pelo Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná (ITCG) e pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE). A expectativa é de que o processo custe R$ 10,5 milhões. O dinheiro, que já está empenhado, será destinado para as prefeituras dos municípios por meio de convênios com a Seil.

A previsão é de que, agora, sejam realizados estudos de viabilidade técnica, econômica e socioambiental. O projeto da obra será doado pela Itaipu Binacional. A estimativa é de que tudo leve entre cinco e dez anos para ficar pronto, com custo entre R$ 150 milhões e R$ 250 milhões.

Planejamento a longo prazo

O novo aeroporto é uma reivindicação antiga dos empresários da região. De acordo com Edson Vasconcelos, presidente da Associação Comercial e Industrial de Cascavel (ACIC) e do Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável da cidade, o aeroporto atual existente no município teria que ter sua localização repensada de qualquer maneira, por conta do Plano Diretor da cidade.

“Buscamos pensar um planejamento de médio e longo prazo para a região. Um aeroporto que atenda não só Cascavel, mas também Toledo e os outros municípios, será um avanço importante”, afirma Vasconcelos.

Além da localização do aeroporto atual – que prejudica o crescimento urbano de Cascavel por estar em uma área de forte expansão urbana –, outra justificativa para a construção da nova estrutura á o número de passageiros.

A Seil informa que, segundo um estudo da Secretaria de Aviação Civil (SAC) do Ministério dos Transportes, a quantidade de pessoas passando pelo aeroporto da cidade deve mais do que dobrar nos próximos vinte anos, saindo de 195 mil para 446 mil.

A previsão é de que o novo aeroporto conte com uma pista de 2.500 metros, atendendo aos mais de 1,2 milhão de habitantes da região. De acordo com a Seil, a expectativa é de que a nova estrutura atraia indústrias e gere empregos, fomentando o desenvolvimento no Oeste do estado.

(Com Gazeta do Povo)

Seja o Primeiro a comentar on "PARANÁ VAI DESAPROPRIAR ÁREA PARA CONSTRUIR AEROPORTO REGIONAL DO OESTE"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*