PARANÁ PERDE 16,7 MIL EMPREGOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DO ANO, DIZ CAGED

No primeiro semestre deste ano, o Paraná perdeu 16.763 vagas de emprego formal, conforme os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Ministério do Trabalho. Em junho, o estado perdeu 7.130 postos de trabalho com carteira assinada. Nos últimos 12 meses, o número de pessoas que perderam o emprego no estado chega a 108.390.

Em todo o Brasil, as demissões superaram as contratações em 531.765 vagas formais nos primeiros seis meses do ano. Apenas no último mês, 91.032 profissionais foram desligados e não conseguiram uma recolocação no mercado de trabalho.

Quando se analisa os dados do Paraná, percebe-se que em junho os setores que mais demitiram foram o da Indústria de Transformação (-2.816 postos), Serviços (-1.738 postos), Comércio (-1.533postos) e a Construção Civil (-1.473 postos).

Em contrapartida, a setor agropecuário contratou 460 profissionais.
Nos últimos 13 anos, este mês de junho só não foi pior do que junho de 2015, quando houve redução de 8.893 vagas de emprego formais. Em junho de 2014, 2.952 pessoas foram demitidas. Nos demais anos, junho teve criação de novas vagas.

Destes 7.130 empregos perdidos no Paraná, 3.303 foram na Região Metropolitana de Curitiba. Ainda assim, São José dos Pinhais, foi a cidade que mais criou empregos entre as com mais de 30 mil habitantes. Foram 359 novas vagas.

Destaque também para Foz do Iguaçu, no oeste do estado, onde 227 profissionais foram contratados. Em Paranavaí, no noroeste do estado, foram criadas 95 novas vagas.

Perdeu o emprego? Confira algumas oportunidades

A Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos do Paraná abriu processo seletivo simplificado para contratar 71 profissionais da área da saúde para atuar em unidades socioeducativas do estado. O contrato é temporário, e a inscrição pode ser feita entre 2 e 15 de agosto. Não há taxa de inscrição. A seleção ocorrerá por meio de prova de títulos. Confira o edital.

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná vai contratar 130 profissionais temporários para diversas unidades do Instituto Médico-Legal (IML). A inscrição começa em 5 de agosto e é gratuita. A seleção dos aprovados será via prova de títulos, considerando escolaridade, tempo de serviço e aperfeiçoamento profissional. Confira o edital.

No segundo semestre, uma rede de supermercados inaugura duas lojas de atacarejo em Curitiba, nos bairros Atuba e CIC. A previsão é 800 empregos diretos sejam gerados. Os interessados podem se dirigir até o setor de recursos humanos da empresa, que fica na Rua Lothario Boutin, 554, no bairro Pinheirinho.

Uma empresa de telemarketing também está selecionando agentes de televendas para sua unidade em Curitiba. Ao todo, são mais de 200 vagas para início imediato, após a conclusão do processo seletivo. Veja como se candidatar.

Mais de mil vagas de emprego, destinadas a candidatos com deficiência, estão em aberto no Paraná. De acordo com a Secretaria de Justiça Trabalho e Direitos Humanos as oportunidades são para as mais diversas áreas como administrativa, produção, recursos humanos, nutrição e limpeza, além de opções em supermercados e lanchonetes.

Para concorrer a uma das vagas, o candidato deve procurar a Agência do Trabalhador mais perto e levar a Carteira de Trabalho, RG, CPF e laudo médico comprovando a deficiência. A maioria das vagas não exige experiência.

Com G1

Seja o Primeiro a comentar on "PARANÁ PERDE 16,7 MIL EMPREGOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DO ANO, DIZ CAGED"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*