Paraná e ONU firmam parceria para desenvolvimento sustentável

Governador Beto Richa assina termo de referência de parceria para o Centro de Programa Cidades do Pacto Global da ONU no Sul do Brasil. Curitiba, 30/10/2017. Foto: Jaelson Lucas/ANPr

O Governo do Paraná e a Organização das Nações Unidas (ONU) firmaram nesta segunda-feira (30), em Curitiba, uma parceria para a criação do primeiro escritório do Programa Cidades do Pacto Global para a Região Sul do Brasil. O governador Beto Richa e a diretora do Programa Cidades do Pacto Global da ONU, Elizabeth Ryan, assinaram o documento em um encontro no Palácio Iguaçu.

O escritório terá como objetivo fomentar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), em nível local e regional. A inauguração do espaço acontece nesta terça-feira (31) na sede da Copel, em Curitiba. A iniciativa de o Paraná ter um escritório foi do governador Beto Richa, que indicou a Copel para sediar o centro. Richa destacou que o Paraná foi o primeiro estado a aderir ao pacto global e que a criação desse espaço é mais um avanço.

“O Paraná tem a tradição de ser um estado que cuida do meio ambiente. Por isso, aderimos prontamente ao pacto. Nós envolvemos os 399 municípios para alcançar esse propósito de cumprir os ODS”, afirma.

A proposta do Programa Cidades é estabelecer parcerias multissetoriais envolvendo governo, empresas, sociedade civil e universidades para desenvolver projetos inovadores e buscar soluções para os desafios urbanos.

ESCOLHA – A proposta do governador foi levada à ONU em setembro pelo presidente da Copel, Antonio Guetter, e aprovada pelo diretor executivo do programa, Michael Nolan. Elizabeth Ryan disse que o governo do Paraná sempre foi parceiro da Organização e que o escritório marca um novo capítulo dessa relação.

“Essa é uma parceria que já acontece há quatro anos e funciona muito bem. A partir de agora, ter um espaço físico na Copel que é referência internacional em sustentabilidade, vai trazer os municípios para perto do projeto e resultar em avanços significativos”, ressalta.

O escritório será coordenado pela Copel em parceria com o Paranacidade e com o Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social (Cedes), ligado à Casa Civil do Governo do Estado. De acordo com o presidente da Copel, Antonio Guetter, a empresa sempre esteve envolvida em assuntos ligados à sustentabilidade, inclusive na geração de energia que envolve 93% de fontes renováveis.
“Este escritório vai de encontro aos objetivos da Copel. Ele constitui um modelo do que a ONU pretende implantar em todo o mundo, um centro que articule os setores público, privado e acadêmico em toda a região Sul do Brasil, por meio de projetos inovadores e soluções para os desafios urbanos que buscam atingir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU até 2030”, disse.

A escolha do Brasil para sediar o centro para a América Latina – instalado na USP na última semana – e o primeiro escritório regional, em Curitiba, se deve à grande concentração de municípios e entidades signatários do Programa Cidades no país. Nada menos que um quarto dos municípios do programa estão no Brasil. Nos próximos meses, outras três cidades receberão um centro como o de Curitiba.
PROGRAMA CIDADES – Todos os projetos do Programa Cidades devem contemplar as dimensões sociais, econômicas, ambientais, político-institucionais e culturais. A iniciativa iniciou em Melbourne, na Austrália. O escritório de Nova York foi o segundo a ser inaugurado. O do Brasil para a América Latina foi o terceiro. A referência estratégica do Programa são os 10 Princípios do Pacto Global. Entretanto, desde 2016, o Programa Cidades cumpre a Agenda ONU 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

ENGAJAMENTO – O Paraná é signatário do Pacto Global desde 2012 e, durante a Rio+20, o governador Beto Richa esteve na plenária dos principais líderes empresariais do mundo do Fórum de Sustentabilidade Empresarial no Rio de Janeiro, apresentando em nome do Estado do Paraná um projeto inovador do Programa Cidades.

Essa parceria deu ao Paraná, nos anos seguintes, o reconhecimento de ser a unidade federativa do mundo com maior número de municípios signatários e envolvidos com ações do Cities – hoje são 21 e vários outros em processo de adesão. O Paraná também apoiou a expansão do Programa para outros estados e cidade brasileiras.

O engajamento do Paraná com o programa já rendeu alguns frutos significativos, como o Projeto Angra Doce; o Memorando de Entendimento com o Paranacidade para utilizar a plataforma; ferramentas do Programa para avançar na Nova Agenda Urbana do UN Habitat; o alinhamento da Agenda ONU 2030/ODSs com o Cedes e a designação de Keli Guimarães como interlocutora do Pacto Global pelo Governo do Estado.

PRESENÇAS- Estiveram presentes durante a assinatura do acordo a vice-presidente do CEDEs, Keli Guimarães; a representante executiva do Centro da Região Sul, Jocéli de Andrade Bogusz; o secretário do Desenvolvimento Urbano e o superintendente do Paranacidade, João Carlos Ortega; a diretora do Escritório Regional do Brasil e América Latina (UNGC-CP), Rosane de Souza; o representante Institucional do Centro da Região Sul, Cristiano Hotz; o secretário de Cerimonial e Relações Internacionais, Ezequias Moreira; representantes da Copel, do Paranacidade e da CEDEs.

 

Com AEN

Seja o Primeiro a comentar on "Paraná e ONU firmam parceria para desenvolvimento sustentável"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*