Paraná amplia campanha de vacinação contra o HPV

Vacinação. Foto: Venilton Küchler

O Paraná ampliou nesta sexta-feira (18) a campanha de vacinação contra o HPV para população de 15 a 26 anos de ambos os sexos. A estratégia deve ser adotada em todas as unidades de Saúde de todos os municípios do Estado, priorizando vacinas que estão próximas ao vencimento. A ampliação da campanha atende orientação do Ministério da Saúde

A vacinação para o público-alvo anterior será mantida. Até então, a campanha abrangia meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, além de jovens de 9 a 26 anos que vivem com HIV/Aids, em tratamento de câncer ou transplantados.

“A adesão à campanha de vacinação contra o HPV em todo o país é baixa”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde, Júlia Cordellini. Segundo ela, estratégia tem o objetivo de evitar o desperdício de doses que estão vencendo, além de reduzir ainda mais a circulação do vírus.

Para a faixa etária de 15 a 26 anos, a orientação é seguir o esquema vacinal de três doses, com primeiro intervalo de dois meses e o segundo de seis meses. A estratégia se mantém até o fim dos estoques, mas quem tomar a primeira dose neste período terá as duas doses subsequentes garantidas.

ESTOQUE – O Paraná está com 88 mil vacinas em estoque, já distribuídas pelas 22 Regionais de Saúde do Estado. “Desde o início da campanha, o Governo incentiva prefeituras a adotarem estratégias diferenciadas para atingir o público-alvo da vacina. Por isso, em nossos estoques não temos vacinas próximas à data de validade”, diz Júlia.

O estoque de cada município deve ser verificado diretamente com as prefeituras. Entretanto, as cidades que não conseguirem atender as demandas podem solicitar ao Estado o envio de novos lotes e, se necessário, as vacinas serão remanejadas. “Conforme nossas possibilidades e orientações do Ministério, queremos dar a oportunidade de mais pessoas terem o benefício da vacina”, afirma a superintendente.

PREVENÇÃO – No sexo feminino, a vacina protege contra o câncer de colo de útero, que atualmente é o 3º mais frequente e a 4ª causa de morte por câncer em mulheres no Brasil. Para os homens, o objetivo é proteger contra os cânceres de garganta, pênis e ânus. Além disso, previne mais de 98% das verrugas genitais.

Júlia ressalta que a vacina é reconhecida internacionalmente. “Ela estimula a produção de anticorpos específicos para os quatro tipos do HPV que circulam no Brasil. Ela é segura e eficaz. Por isso, precisamos que esse público aproveite o benefício e procure a unidade de saúde mais próxima”.

 

Com AEN

Seja o Primeiro a comentar on "Paraná amplia campanha de vacinação contra o HPV"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*