ONZE SIGLAS COMANDARÃO COMISSÕES NO SENADO; MDB ASSUMIRÁ CCJ

Partido ficou com outras duas; Educação e Mista de Orçamento

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou nesta 3ª feira (12.fev.2019) a distribuição das 13 comissões permanentes da Casa –além da CMO (Mista de Orçamento) entre 11 partidos.

Os nomes que presidirão os colegiados serão indicados pelas siglas na 4ª feira (13.fev). A escolha será por aclamação, ou seja, sem ser preciso registrar o voto nominalmente.

Maior partido da Casa nesta Legislatura, com 13 congressistas, o MDB assumirá a comissão mais importante e desejada, a CCJ (Constituição e Justiça). Os rumores, já praticamente acertados, é de que ficará sob o comando da senadora Simone Tebet (MDB-MS).

A CCJ –responsável por analisar os aspectos legais e constitucionais das propostas apresentadas pelos congressistas– terá duas subcomissões que acompanharão a tramitação do pacote anticrime, do ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), e da reforma da Previdência enquanto as propostas estiverem na Câmara.

O MDB levou ainda o comando da CE (Comissão de Educação) e da CMO (Comissão Mista de Orçamento). Ficou acordado que o partido cederá a vice-presidência da CE ao senador Flávio Arns (Rede-PR). Arns foi secretário de Educação do Paraná de 2011 até 2014.

Eis a lista completa:

– Constituição e Justiça – MDB;

– Educação – MDB;

– Mista de Orçamento – MDB;

– Assuntos Econômicos – PSD;

– Relações Exteriores – PSD;

– Desenvolvimento Regional – PSDB;

– Fiscalização e Controle – PSDB;

– Direitos Humanos – PT;

– Meio Ambiente – Rede;

– Agricultura – PSL;

– Infraestrutura – DEM;

– Assuntos Sociais – Podemos;

– Ciência e Tecnologia – PP;

– Senado do Futuro – PRB e PSC se revezam.

(Com Poder360)

Seja o Primeiro a comentar on "ONZE SIGLAS COMANDARÃO COMISSÕES NO SENADO; MDB ASSUMIRÁ CCJ"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*