Nascem os primeiros filhotes de flamingo no Parque das Aves

A primavera ainda nem começou e o Parque das Aves já deu boas-vindas aos primeiros filhotes de flamingo da estação reprodutiva 2017/2018. Quem visitar o Parque pode observá-los através da janela da Sala de Filhotes, além de acompanhar sua alimentação em 5 horários diferentes. O visitante ainda tem a possibilidade de ver alguns filhotes no recinto dos flamingos. E quem está programando uma visita mais para o meio da primavera pode ficar tranquilo: o Parque espera muitos nascimentos, pois até o momento a equipe já contabilizou 27 ovos, entre recinto e Sala de Filhotes.

O primeiro filhote, que nasceu no dia 24 de agosto, foi batizado de Gabriela. O pequenino precisou de auxílio para nascer, e Ligia Oliva, chefe da Divisão de Veterinária, não hesitou. “Ele já estava pronto para sair, mas precisou de uma ajuda. Agora está saudável, alimentando-se bem e fazendo com que todos os visitantes parem na frente da janela da Sala de Filhotes para acompanhar tudo”, comenta Ligia.

E muitas outras “Gabrielas” vêm por aí. A colônia de flamingos parece estar muito propensa à formação de casais, e casais que cuidam de sua prole. E o aumento na quantidade de espelhos pode ter feito a diferença. “Estamos prevendo uma excelente estação reprodutiva justamente porque a maioria dos ovos está sendo incubada pelos pais. Também há muitos casais que nunca tinham feito postura, e neste ano fizeram, o que aumentou o número de casais e o tamanho da colônia”, comenta Aline Kotz, responsável pela Sala de Filhotes.

A equipe do Parque das Aves sempre opta por deixar os ovos sob os cuidados dos pais, mas algumas vezes eles são rejeitados. Esse foi o caso de Ariel, filhote de flamingo que nasceu no recinto no dia 31 de agosto. A equipe acompanhou o pequeno desde a hora em que ele saiu da casca, à distância, e notou que os pais não estavam cuidando do filhote em tempo integral. Ele foi então levado para a Sala de Filhotes, onde a equipe trabalha exclusivamente para cuidar de ovos e filhotes.

O Parque das Aves começou a reproduzir flamingos em 2014, e atualmente já são 107 no recinto, entre africanos e chilenos. “Acreditamos que os filhotes dos últimos anos que atingiram a maturidade estejam contribuindo para que a cada ano tenhamos um número maior de nascimentos. O nascimento de filhotes de uma segunda geração (ou seja, netos das aves fundadoras) é outro motivo de orgulho, uma vez que indicam que as aves estão em uma ótima situação de bem-estar”, diz Mathias Dislich, chefe da Divisão de Pesquisa do Parque das Aves.

Processo de incubação

Quando um ovo é levado para a Sala de Filhotes, ele é colocado dentro de uma incubadora, onde fica em temperatura controlada de 37º C e umidade entre 50 e 60%. Essa “chocadeira” também tem a função de rolagem do ovo, necessária para que a membrana não cole no embrião. Além disso, a equipe acompanha o ovo constantemente, checando os batimentos cardíacos, fazendo a pesagem e a ovoscopia, exame que permite visualizar o que acontece dentro do ovo.

Um ponto crítico no acompanhamento do ovo é a perda de peso. Caso ele não esteja perdendo o suficiente, é movido para outra incubadora, com umidade diferente. Se ele ainda assim continuar não perdendo o peso ideal, a equipe raspa delicadamente a casca do ovo com um bisturi. “Os ovos de flamingos têm o acabamento semelhante ao giz. Se notarmos que um deles não está perdendo peso, fazemos uma raspagem, já que o ovo precisa perder 15% do peso inicial para que o filhote nasça saudável”, comenta Aline.

Depois que o filhote nasce, ele é levado para a U.T.A. (Unidade de Tratamento Animal), onde temperatura e umidade são controladas. Nesse local ele fica em média sete dias, e depois é transferido para diversos recintos, gradualmente mudando sua exposição às condições climáticas, até que tenha idade suficiente para se juntar aos demais.

Quem quiser visitar o pequeno Ariel, que está em uma U.T.A. na Sala de Filhotes, pode vir ao Parque e acompanhar um dos horários de alimentação (às 9h, 11h, 13h, 15h e 16h45).

Com 22 anos de existência, o Parque das Aves atrai turistas de todo o mundo. No local, o visitante entra em contato com mais de 1300 aves, de 143 espécies, 29 delas em perigo de extinção. 53% das aves que já passaram pelo Parque são resgatadas de tráfico e maus tratos.

O Parque das Aves fica ao lado da entrada do Parque Nacional do Iguaçu e está aberto todos os dias, das 8h30 às 17h. O ingresso custa R$ 40 por pessoa e para moradores de Foz do Iguaçu e municípios lindeiros ao Parque Nacional, mediante apresentação de comprovante de residência no próprio nome e RG, o valor da entrada é R$ 10 por pessoa (valores podem mudar sem aviso prévio).

 

Com Portal da Cidade

Seja o Primeiro a comentar on "Nascem os primeiros filhotes de flamingo no Parque das Aves"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*