MULHERES CONQUISTAM METADE DOS CARGOS EFETIVOS DA CÂMARA DE FOZ E ELEVAM NÍVEL DE QUALIFICAÇÃO

Dentre os 49 servidores do quadro próprio do Legislativo 23 são mulheres

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu conta com número quase igualitário entre servidores homens e mulheres. No total são 49 servidores efetivos – 23 mulheres e 26 homens. Com dedicação e muito estudo, as mulheres elevam cada vez mais o nível de qualificação de pessoal no Legislativo iguaçuense.

Dentre elas estão profissionais das mais qualificadas. Todas possuem graduação e grande maioria das servidoras têm mais de três pós-graduações e estão em constante qualificação. A metade das servidoras possui mais de 10 anos de serviços prestados ao Poder Legislativo de Foz do Iguaçu, uma vez que ingressaram na Câmara no concurso público de 2004.

O Legislativo possui representantes em conselhos municipais. No Caso do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, duas servidoras representam a Casa no órgão: Cristina Ito de Lima e Daniela Rios Veloso. Elas trazem demandas aos vereadores e discutem políticas públicas voltadas aos direitos das mulheres.

Nas ações do Conselho estão a de fiscalizar o cumprimento das leis que atendem aos interesses das mulheres; indicar diretrizes e propor políticas públicas de igualdade de gênero; organizar, coordenar e realizar a Conferência Municipal de Políticas da Mulher, em parceria com o Executivo Municipal e deliberar sobre a aplicação de recursos destinados às políticas da mulher.

“Nós vamos às reuniões, que acontecem nas primeiras sextas-feiras do mês, discutimos os pontos da pauta com representante de vários outros órgãos”, afirmou a servidora Daniela Veloso. A 1ª secretária da mesa diretora do Conselho, a servidora da Câmara, Cristina Ito, ressaltou que “quando há demandas pertinentes, trazemos a questão para os vereadores, como foi o caso da visita à Penitenciária Feminina”.

Daniela ainda pontuou a necessidade de maior representatividade feminina em cargos de chefia nos postos de trabalho e, ainda, a urgência em maior participação feminina na política e nos espaços de decisão.

Atuação pela causa

A servidora Paula Padilha, com 15 anos de trabalho na Câmara de Foz, esteve no Conselho durante oito anos e agora continua no órgão, mas como voluntária. Paula, que já foi Presidente do Conselho destaca “como Presidente conseguimos fazer um evento mais consistente nos 16 Dias de Ativismo, com palestras, blitz com distribuição de cartilhas sobre combate a violência doméstica. Também iniciamos a briga por mais viaturas para a Patrulha Maria da Penha, que continuou com a atual presidente. E junto aos vereadores conseguimos verba para comprar duas novas viaturas”.

Graduada em Arquitetura e Urbanismo, Paula ajudou no projeto arquitetônico do novo CRAM, que atende as mulheres vítimas de violência doméstica. Dentre as funções, ”o Conselho apoia Patrulha Maria da Penha, políticas contra tráfico de pessoas e contra exploração sexual”.

Mobilização Dia Internacional de Luta das Mulheres

As servidoras que participam e representam a Câmara no Conselho dos Direitos da Mulher convidam a todas para Marcha do Dia Internacional de Luta das Mulheres, com o lema “pela vida das mulheres, somos todas Marielle!”. A concentração acontece nesta sexta-feira, 08 de março, a partir das 18h, em frente ao Zoológico Bosque Guarani, próximo ao Terminal de Transporte Urbano (TTU).

(Com Fozdoiguaçu.leg)

Seja o Primeiro a comentar on "MULHERES CONQUISTAM METADE DOS CARGOS EFETIVOS DA CÂMARA DE FOZ E ELEVAM NÍVEL DE QUALIFICAÇÃO"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*