MILHARES DE VENEZUELANOS VÃO À COLÔMBIA APÓS REABERTURA DE FRONTEIRA

Milhares de venezuelanos entraram na Colômbia para comprar produtos que estão em falta no país, depois que Caracas e Bogotá concordaram em reabrir suas fronteiras de forma gradual.

Cinco entradas para pedestres foram abertas na manhã deste sábado (13), no primeiro passo para uma eventual restauração completa da fronteira

Os venezuelanos devem informar sua identidade e explicar porque estão indo para a Colômbia antes de entrar no país vizinho.

Os presidentes Nicolás Maduro (Venezuela) e Juan Manuel Santos (Colômbia) concordaram na última quinta (11) em abrir gradualmente as fronteiras, fechadas a um ano.

Os cinco postos de entrada ficarão abertos para pedestres todos os dias entre 6h e 21h no horário de Caracas (7h e 22h em Brasília).

CRISE

As fronteiras entre os países estavam fechadas desde agosto de 2015, após decisão unilateral de Maduro.

Ele tomou a ação alegando falta de segurança após quatro militares venezuelanos serem mortos por paramilitares colombianos em San Antonio del Táchira, onde fica o principal acesso terrestre entre os países.

Três dias depois, Maduro ampliou o fechamento da ponte entre a cidade e Ureña, na Colômbia, por tempo indeterminado.

Em seguida, decretou estado de exceção no Estado de Táchira e a expulsou mais de 20 mil colombianos, incluindo refugiados, sob a acusação de contrabando e associação com paramilitares.

A ordem provocou uma fuga em massa. Parte dos colombianos teve casas e pertences destruídos por militares e precisou deixar o país pelo rio da fronteira para não perder o que sobrou.

Nas semanas seguintes, o estado de exceção e o fechamento foram ampliados para os outros quatro Estados limítrofes. Em sinal de protesto, a Colômbia convocou seu embaixador em Caracas.

A crise seria amenizada em reunião entre os dois presidentes em 21 de setembro, em Quito. Nela, foi liberada a passagem só para estudantes e grupos humanitários.

O fechamento fez agravar a escassez na fronteira. Em junho, centenas de mulheres de Táchira cruzaram a pé o rio que separa os dois países para comprar alimentos.

Diante da tensão social, Caracas abriu a fronteira só para pedestres em 9, 16 e 17 de julho. Nos três dias, 142 mil pessoas foram à Colômbia.

Com Folha

Seja o Primeiro a comentar on "MILHARES DE VENEZUELANOS VÃO À COLÔMBIA APÓS REABERTURA DE FRONTEIRA"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*