MAIS DE 60 PROJETOS EXECUTADOS E MAIS DE 700 PASSARAM PELA ANÁLISE ARQUITETÔNICA EM 120 DIAS DE NOVA GESTÃO

A revisão de projetos parados, bem como a elaboração de novos, era uma das metas dos 120 primeiros dias de gestão do prefeito. Apesar da equipe de poucos profissionais concursados, foi possível otimizar o serviço neste período e colocar em dia todo trabalho que é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Planejamento. A parceria com o PTI também oportunizou que o projeto do mercado municipal, na antiga Cobal, fosse tocado adiante assim como demais obras importantes para o desenvolvimento de Foz do Iguaçu.
 
Durante estes 120 dias de nova gestão, 66 projetos passaram pela Diretoria de projetos estratégicos do Planejamento Municipal, boa parte do que foi elaborado já está concluído, outros estão em andamento, dois prontos estão em licitação (um deles é o projeto do Centro de Convivência Buba e outro é da quadra da Vila A). O projeto do Protocolo Geral está em Brasília para aprovação.
 
Sobre viabilidade técnica e revisão, 791 projetos passaram pela análise arquitetônica neste período de 120 dias, 691 alvarás de construção de projetos, 44 aprovação com substituição de projetos e outras 186 aprovações de layout. Ainda teve o trabalho da diretoria de uso e ocupação de solo urbano da equipe técnica de divisão de urbanismo, da equipe técnica de numeração predial, de parcelamento de solo urbano, de geoprocessamento, totalizando 6.993 serviços até o momento. 
 
Da diretoria de captação de recursos, também de responsabilidade da Secretaria de Planejamento, teve propostas de contrato d repasses, acompanhamento das prestações de contas e convênios, acompanhamento e regularização dos termos de compromisso, acompanhamento dos contratos de financiamento, contratos de financiamento do Paraná Cidades e contrato de repasse do Ministério do Turismo, somando 29 serviços.
 
Todo este trabalho representa um impulso ao desenvolvimento de Foz, com objetivo de atender a infraestrutura, mobilidade, saneamento da cidade. “Um grande desafio, mas que nestes 120 dias conseguimos entregar. Tivemos muito trabalho, com equipe reduzida, mas empenhada na celeridade das revisões e elaborações dos projetos que eram prioridades para o prefeito”, disse o secretário de Planejamento, Elsídio Cavalcante. 
 
A auditoria das obras paradas investigadas pela Polícia Federal é outro exemplo das prioridades da gestão. “Representa um ganho para o Município, pois temos num total, 62 obras paradas e 10 Avenidas paradas pela investigação da Pecúlio e por isso, a auditoria veio para nos ajudar e trazer um respaldo mais técnico e apurado para concluirmos as obras com precisão. Outros projetos colocamos em funcionamento como projetos de ciclovias que estão em andamento quase em fase final para ir para licitação. Acredito que nestes primeiros dias de governo nós conseguimos deixar as coisas em dia na secretaria e deliberar prioridades e projetos que devem ser tocados”, salienta Elsídio, agradecendo à toda equipe de trabalho. “O prefeito nos pediu que tivéssemos o máximo de projetos concluídos para impulsionar o desenvolvimento da cidade, para incluir no orçamento que vai para Câmara nos próximos meses”, pontuou.
 
Liberação de projetos
 
Segundo o secretário, projetos de fora da Prefeitura antes aguardavam cerca de dois anos para serem liberados, agora com a celeridade dos 120 dias, os projetos externos levam em torno de 15 dias para serem liberados, o que representa, para o secretário, outra conquista da pasta. 
 
Mudança
 
A mudança da secretaria de Planejamento, que antes atendia com algumas equipes no prédio Banestado, agora foi unificado com todas as equipes no prédio da antiga Bordin da Avenida JK, podendo agilizar ainda mais os serviços, enfatizou o secretário.
 
“Agora é trabalhar as parcerias com o PTI, no mercado municipal da antiga Cobal, previsto para inaugurar ano que vem, trabalhar a modernização da TI também em parceria com o Parque Tecnológico Itaipu, atender a determinação do prefeito para uma alternativa da perimetral – impedindo a passagem de caminhões pelo centro da cidade – e tocar os projetos do viaduto da entrada da cidade, na Avenida Costa e Silva, do trevo do Shopping Catuaí na Avenida das Cataratas e a duplicação da BR 469 que serão avaliados já nos próximos meses”, destacou o secretário. 
Com PMFI

Seja o Primeiro a comentar on "MAIS DE 60 PROJETOS EXECUTADOS E MAIS DE 700 PASSARAM PELA ANÁLISE ARQUITETÔNICA EM 120 DIAS DE NOVA GESTÃO"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*