MAIS DE 200 PESSOAS MORRERAM POR CAUSA DA GRIPE NO PARANÁ

Um novo boletim foi divulgado nesta quarta-feira (20) pela Secretaria de Estado da Saúde com os casos de gripe no Paraná. Desde o início do ano foram registrados 1019 casos de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG) que resultaram em 202 mortes.

Entre os casos confirmados, a maior parte é referente ao vírus H1N1. Do total de notificações de SRAG, 946 casos e 183 mortes estão relacionados ao H1N1. De acordo a chefe do Centro estadual de Epidemiologia, Júlia Cordellini, esse é o vírus que está em maior circulação no Estado.

Já tivemos notificações nas 22 Regionais de Saúde do Paraná este ano. Foz do Iguaçu, por exemplo, é município com maior número de mortes por gripe. Até agora, já foram registrados 48 casos e 24 óbitos, todos referentes ao H1N1“, diz Júlia.

Não espalhe a gripe

Para evitar que esses números aumentem, o Governo do Estado lançou a campanha ‘Não espalhe a gripe. Espalhe essas dicas’ como mais uma estratégia de enfrentamento da gripe. Além de vídeos nas redes sociais, a Secretaria da Saúde disponibiliza cartazes e panfletos para divulgação dos cuidados necessários para evitar o contágio pela doença.

A campanha dá orientações como lavar as mãos, evitar o contato com quem estiver com a doença, cobrir a boca e o nariz com o antebraço ou lenço descartável ao tossir ou espirrar, beber muito líquido e manter uma alimentação saudável.

“Contamos com a ajuda da população para que tomem os cuidados necessários e, principalmente, repassem esse conhecimento para outras pessoas, como amigos, familiares ou colegas de trabalho para que possamos interromper a cadeia de transmissão”, recomenda Júlia.

Os materiais podem ser retirados na Rua Piquiri, 160 – Rebouças, em Curitiba. O local funciona de segunda a sexta-feira das 8h30 às 18h. Os arquivos também estão disponíveis online aqui . Mais informações pelo e-mail acs@sesa.pr.gov.brou pelos telefones (41) 3330 4423/4424

Com Paraná Online

Seja o Primeiro a comentar on "MAIS DE 200 PESSOAS MORRERAM POR CAUSA DA GRIPE NO PARANÁ"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*