HERÓI DA GUERRA DO VIETNÃ, SENADOR MCCAIN ABANDONA TRATAMENTO CONTRA CÂNCER

Aos 81 anos, senador republicano John McCain, crítico do presidente Donald Trump, foi diagnosticado em julho do ano passado com um agressivo glioblastoma no cérebro

“O senador republicano John McCain decidiu abandonar o tratamento que vinha recebendo contra um câncer no cérebro, segundo anunciou sua família nesta sexta-feira (24), indicando que o herói americano da Guerra do Vietnã (1958-75) pode estar vivendo seus últimos dias.

“A doença e o envelhecimento inexoráveis deram seu veredito. Com sua habitual determinação, ele decidiu por fim a seu tratamento médico”, escreveu a família McCain em um comunicado.

Aos 81 anos, McCain foi diagnosticado em julho do ano passado com um agressivo glioblastoma no cérebro. Ele está ausente de Washington desde dezembro. Durante o tratamento no Arizona, ele manteve um perfil discreto, emitindo declarações por escrito sobre grandes desenvolvimentos noticiosos, mas oferecendo ao público poucas informações sobre sua condição.

“Eu amo meu marido com todo o meu coração”, escreveu a esposa Cindy McCain no Twitter, pouco depois de a declaração da família ter sido divulgada. “Deus abençoe a todos que cuidaram do meu marido nesta jornada”.

A notícia provocou uma imediata manifestação de apoio nas mídias sociais e em outros lugares dos colegas de McCain no Congresso.

“É muito triste ouvir a atualização da família de nosso querido amigo @SenJohnMcCain”, disse o líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell, no Twitter. “Temos a sorte de chamá-lo de nosso amigo e colega. John, Cindy e toda a família McCain estão em nossas orações nesta hora incrivelmente difícil”.

“John McCain personifica o serviço ao nosso país”, disse em um tuíte o presidente da Câmara, o republicano Paul Ryan. “Toda a Casa está mantendo John e sua família em suas orações neste período”.

Carreira

Representante do Arizona há 35 anos, primeiro na Câmara e atualmente no Senado, o republicano tentou a Presidência em duas ocasiões. Na primeira, em 2000, perdeu a indicação do partido para George W. Bush, que viria a ser eleito presidente.

Oito anos depois, conseguiu a nomeação, mas foi derrotado na eleição pelo democrata Barack Obama.

Conhecido por sua reputação de falar o que pensa, McCain é um dos principais críticos do presidente Donald Trump dentro do Partido Republicano.

Em 2015, o senador do Arizona disse que a candidatura de Trump à Presidência “incendiou os malucos”.

O bilionário respondeu dizendo: “Ele [McCain] não é um herói de guerra. Ele é um herói porque foi capturado? Gosto de pessoas que não foram capturadas”.

Nascido em 29 de agosto de 1936, no Canal do Panamá, McCain seguiu carreira militar antes de entrar na política. Ele se formou como oficial da Marinha dos EUA e foi convocado para ser piloto na Guerra do Vietnã (1958-75).

Durante o conflito, McCain foi mantido prisioneiro das forças do Vietnã do Norte comunista por cinco anos e meio.

(Com Gazeta do Povo)

 

Seja o Primeiro a comentar on "HERÓI DA GUERRA DO VIETNÃ, SENADOR MCCAIN ABANDONA TRATAMENTO CONTRA CÂNCER"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*