Furacão Harvey causa danos estimados em 42 bilhões de dólares

Os custos dos danos provocados pelo furacão Harvey nos Estados Unidos foram estimados nesta terça-feira (29/08) em 42 bilhões de dólares. O cálculo foi feito por uma agência de modelagem especializada em desastres. Se esse valor for confirmado, a passagem da tempestade ficará entre as cinco mais devastadoras já registradas no país.

Com as medidas tomadas para conterem o avanço das águas se revelando insuficientes e a expansão das inundações na Louisiana, a estimativa passou rapidamente de 30 bilhões para os 42 bilhões de dólares. O cálculo compreendeu também impactos sobre a economia do Texas, o segundo maior estado americano.

“Se Harvey fosse uma tempestade como as outras, falaríamos de estragos em torno dos 4 bilhões de dólares”, afirmou o fundador da agência de modelagem Enki Research, Chuck Watson.

Harvey atinge milhões de pessoas nos Estados Unidos

Além das inundações, o Harvey afetou a produção e o refino de petróleo na região que é fundamental para a indústria petrolífera dos Estados Unidos. As chuvas constantes provocaram o fechamento de muitas refinarias próximas a Houston, que concentra mais de 15% da capacidade total do país. A tempestade ainda causou estragos na agricultura e afetou a criação de gado.

Caso se confirme o valor estimado, os danos causados pelo furacão serão equivalente ao da passagem dos furacões Ike, que atingiu o Texas em 2008, provocando estragos avaliados em 43 bilhões de dólares, e Wilma, que devastou o norte dos EUA, em 2005, com um impacto de 38 bilhões de dólares. O furacão mais devastador foi o do Katrina, em 2005, causando 118 bilhões de dólares em danos.

Caos continua

Com o Harvey no litoral do Texas, especialistas afirmaram que os piores efeitos do furacão ainda estão por vir. Mais de 50 centímetros de chuva podem cair na região nos próximos dias. Isso significa que as inundações vão piorar e que as águas devem demorar a baixar mesmo depois que o Harvey finalmente deixe a região.

Trabalhos de resgate na região atingida pelo furacão continuamTrabalhos de resgate na região atingida pelo furacão continuam

Milhares de pessoas estão desabrigadas. Autoridades ordenaram nesta terça-feira que residentes da zona sul de Houston abandonassem suas casas após o rompimento de uma represa devido ao volume de chuvas. Alerta semelhante foi feito a moradores do condado de Brazoria depois que dois açudes da região transbordaram.

O nível da água da represa de Addicks, localizada a cerca de 31 quilômetros de Houston, ultrapassou seu limite em 33 metros pela primeira vez na história, o que representa uma ameaça imediata para as áreas residenciais e os parques no entorno da barragem. Durante toda a noite, as autoridades tentaram sem sucesso conter o aumento do volume de água abrindo as comportas das represas.

Uma grande parte dessa zona do sul de Houston está submersa há quatro dias. O furacão Harvey tem causado inundações sem precedentes, afetando sobretudo a região metropolitana da cidade, onde residem 2,3 milhões de pessoas e a água já atingiu mais de um metro de altura.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chegou nesta terça-feira ao Texas para avaliar os danos causados pela tempestade Harvey. O republicano visitou Corpus Christi, uma cidade de 320 mil habitantes que na sexta-feira recebeu o impacto do furacão quando este tocou terra, e depois seguiu viagem para Austin.

USA Tropensturm Harvey- Präsident Trump kommt in Texas anTrump chega ao Texas para avaliar danos

“A proporção [da tempestade] foi épica. Nunca ninguém tinha visto algo como isto e só quero dizer que foi uma honra para nós trabalhar com o governador e com toda a sua equipe”, disse Trump, após a reunião com o governador texano, Greg Abbott.

A tempestade é o primeiro desastre natural que Trump enfrenta com presidente dos EUA e uma das preocupações é não repetir os erros de George W. Bush após a passagem do furacão Katrina. O republicano foi criticado pela demora na resposta à devastação de Nova Orleans.

Furacão deixa mortos

Harvey é o furacão mais intenso a atingir os Estados Unidos em 13 anos e o mais forte a atingir o Texas desde o furacão Carla, em 1961 – o mais poderoso já registrado no estado texano. Ao tocar a terra no último fim de semana, o Harvey perdeu força e se transformou em tempestade tropical.

O Harvey tocou terra na noite de sexta-feira na localidade costeira de Rockport, situada a cerca de 360 quilômetros a sudoeste de Houston, como um furacão de categoria 4 na escala de intensidade de Saffir-Simpson, que tem um máximo de 5. A passagem do furacão causou até agora dez mortes, seis delas nos arredores de Houston.

 

Com DW

Seja o Primeiro a comentar on "Furacão Harvey causa danos estimados em 42 bilhões de dólares"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*