EUA ACERTAM PACOTE DE US$ 2 TRILHÕES DEVIDO A CORONAVÍRUS

Acordo poderá ser o mais amplo da história moderna americana e deverá auxiliar trabalhadores, empresas e o sistema de saúde. Texto ainda precisa ser afinado. Pacote poderá entrar em vigor em alguns dias

Os Estados Unidos anunciaram na madrugada desta quarta-feira (25/03) um acordo federal de US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da pandemia do coronavírus Sars-Cov-2 sobre a economia do país. O pacote de estímulo deverá auxiliar trabalhadores, empresas e o sistema de saúde.

O acordo se segue a dias de negociação e ainda precisa ser detalhado na linguagem legislativa. O pacote prevê remuneração direta à maioria dos americanos, ampliação de benefícios de seguro-desemprego, dinheiro para estados e um programa de US$ 367 bilhões para pequenas empresas poderem remunerar funcionários que precisam ficar em casa para conter o contágio do coronavírus no país. O pacote prevê ainda um pagamento direto de 1.200 dólares por adulto e 500 dólares por criança, numa transferência única.

A maratona de negociações aconteceu entre senadores republicanos e democratas e a equipe do presidente Donald Trump. O pacote quase não saiu porque legisladores democratas insistiram numa proteção mais ampla de trabalhadores. Além disso, demonstraram preocupação de que um novo fundo de 500 bilhões de dólares para auxiliar empresas em dificuldades devido à crise havia sido ignorado.

Esse fundo prevê empréstimos subsidiados a empresas maiores, incluindo uma parcela que deve ser destinada a companhias aéreas. Hospitais também deverão receber ajuda significativa. Os democratas chegaram a barrar o acordo duas vezes, pedindo mais concessões.

Senado e Casa dos Representantes ainda precisam aprovar a legislação antes de enviá-la à sanção por Trump. De acordo com o jornal The New York Times, o acordo deverá entrar em vigor em alguns dias.

Na terça-feira, Trump disse que espera enviar muitos americanos de volta ao trabalho nas próximas semanas, com a expectativa de que o país volte à normalidade em menos de um mês. “Temos que voltar ao trabalho, muito mais cedo do que as pessoas pensam”, disse, num comício da Fox News. Ele ainda afirmou que deseja que o país esteja “aberto e pronto para funcionar” na Páscoa (12/04).

Porém, em declaração na Casa Branca pouco depois, Trump afirmou que “nossa decisão será baseada em fatos e dados concretos”.

Profissionais de saúde dizem que as medidas de distanciamento social precisam ser intensificadas e não afrouxadas para conter a disseminação do vírus.

(Com DW)

Seja o Primeiro a comentar on "EUA ACERTAM PACOTE DE US$ 2 TRILHÕES DEVIDO A CORONAVÍRUS"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*