ERDOGAN DIZ QUE APROVARÁ PENA DE MORTE NA TURQUIA SE QUESTÃO FOR VOTADA NO PARLAMENTO

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse em um comício para mais de um milhão de pessoas neste domingo, 7, em Istambul que aprovará a pena de morte no país se o Parlamento votar o assunto, após uma tentativa fracassada de golpe de Estado em julho.

Em um discurso durante o comício “Democracia e Mártires”, também veiculado em telões pelo país, Erdogan disse que a rede liderada pelo clérigo muçulmano Fethullah Gulen, opositor exilado nos Estados Unidos e a quem Erdogan culpa pela tentativa de golpe, precisa ser destruída dentro do escopo da lei.

Centenas de milhares de turcos reuniram-se em Istambul neste domingo convocados por Erdogan para condenar a tentativa de golpe, em uma demonstração de força organizada em um momento em que o Ocidente critica expurgos e detenções generalizadas no país.

O comício marca o clímax de três semanas de demonstrações diárias de apoiadores de Erdogan, muitos deles enrolados em bandeiras da Turquia, em praças pelo país. Faixas na multidão diziam: “Você é um presente de Deus, Erdogan” e “Peça para morrermos e faremos isso“. Mas também foi a primeira vez em décadas que importantes partidos de oposição participaram de um evento em apoio ao governo.

Com Estadão

Seja o Primeiro a comentar on "ERDOGAN DIZ QUE APROVARÁ PENA DE MORTE NA TURQUIA SE QUESTÃO FOR VOTADA NO PARLAMENTO"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*