DEPUTADOS DO PARANÁ “PERDERAM” ATÉ 100 MIL VOTOS ENTRE UMA ELEIÇÃO E OUTRA

Dos 25 deputados federais pelo Paraná que tentaram a reeleição no domingo (7), 19 perderam votos na comparação com o pleito anterior, realizado em 2014 (veja abaixo). E há números que chamam atenção. Christiane Yared (PR), por exemplo, que foi a parlamentar mais votada na disputa passada, perdeu quase 100 mil votos entre uma disputa e outra: foi de 200.144 para 107.636 votos. Ainda assim, ela conseguiu se reeleger para a legislatura que se inicia em 2019.

Yared chegou a se lançar pré-candidata ao Senado ainda em 2017, mas, depois, já no período das convenções partidárias, abriu mão da vaga para aliados do então candidato a governador do Paraná Ratinho Júnior (PSD), eleito em primeiro turno ao Palácio Iguaçu.

Quem também perdeu um número expressivo de votos, e ainda assim foi reeleito, foi Zeca Dirceu (PT): no domingo (7), o petista conquistou quase 80 mil votos a menos. O mesmo não aconteceu com Valdir Rossoni (PSDB) e Takayama (PSC), que também perderam um número significativo de votos, e isso os impediu de conquistar mais um mandato. O tucano perdeu 105 mil votos entre um pleito e outro. Já Takayama perdeu quase 110 mil votos entre 2014 e o último domingo (7).

Dos 30 atuais deputados federais do Paraná, 25 tentaram a reeleição (15 se reelegeram de fato); outros três disputaram outros cargos eletivos; e dois não concorreram a nada.

Apenas seis parlamentares reeleitos registraram no domingo (7) um número de votos superior ao conquistado no passado. Os maiores saltos foram de dois deputados federais que estrearam na Casa em 2015: Leandre (PV), que pulou de 81.181 votos em 2014 para 123.958 votos em 2018; e Diego Garcia (PODE), que fez 61.063 votos em 2014 e 103.154 votos agora, em 2018. Ou seja, cada um ganhou cerca de 40 mil votos a mais.

De forma mais discreta, também melhoraram o desempenho nas urnas os deputados federais Sandro Alex (PSD), Aliel Machado (PSB), Sérgio Souza (MDB) e Toninho Wandscheer (PROS).

Das 30 cadeiras na Câmara dos Deputados reservadas ao Paraná, 15 serão ocupadas a partir de 2019 por parlamentares reeleitos. Outras 15 cadeiras serão preenchidas por nomes que hoje estão em outros cargos eletivos ou que estão sem nenhum mandato.

Quem perdeu votos, e não conseguiu se reeleger:

Takayama (PSC): fez 162.952 votos em 2014 e 53.466 votos em 2018 (perdeu 109.486 votos)

Valdir Rossoni (PSDB): fez 177.324 votos em 2014 e 72.096 votos em 2018 (perdeu 105.228 votos)

Osmar Serraglio (PP): fez 117.048 votos em 2014 e 64.572 votos em 2018 (perdeu 52.476 votos)

Luiz Carlos Hauly (PSDB): fez 86.439 votos em 2014 e 35.133 votos em 2018 (perdeu 51.306 votos)

Alfredo Kaefer (PP): fez 82.554 votos em 2014 e 33.459 votos em 2018 (perdeu 49.095 votos)

Osmar Bertoldi (DEM): fez 81.789 votos em 2014 e 38.727 votos em 2018 (perdeu 43.062 votos)

Edmar Arruda (PSC): fez 85.155 votos em 2014 e 49.577 votos em 2018 (perdeu 35.578 votos)

Assis do Couto (PDT): fez 76.116 votos em 2014 e 42.838 votos em 2018 (perdeu 33.278 votos)

Evandro Roman (PSD): fez 92.042 votos em 2014 e 67.909 votos em 2018 (perdeu 24.133 votos)

Leopoldo Meyer (PSB): fez 59.974 votos em 2014 e 51.869 votos em 2018 (perdeu 8.105 votos)

Quem perdeu votos, mas conseguiu se reeleger:

Christiane Yared (PR): fez 200.144 votos em 2014 e 107.636 votos em 2018 (perdeu 92.508 votos)

Zeca Dirceu (PT): fez 155.583 votos em 2014 e 77.306 votos em 2018 (perdeu 78.277 votos)

Luciano Ducci (PSB): fez 156.263 votos em 2014 e 98.214 votos em 2018 (perdeu 58.049 votos)

Ênio Verri (PT): fez 107.508 votos em 2014 e 62.169 votos em 2018 (perdeu 45.339 votos)

Hermes Frangão Parcianello (MDB): fez 150.213 votos em 2014 e 110.717 votos em 2018 (perdeu 39.496 votos)

Ricardo Barros (PP): fez 114.396 votos em 2014 e 80.025 votos em 2018 (perdeu 34.371 votos)

Luiz Nishimori (PR): fez 106.852 votos em 2014 e 73.344 votos em 2018 (perdeu 33.508 votos)

Giacobo (PR): fez 144.305 votos em 2014 e 111.384 votos em 2018 (perdeu 32.921 votos)

Rubens Bueno (PPS): fez 95.841 votos em 2014 e 76.471 votos em 2018 (perdeu 19.370 votos)

Quem ganhou votos, e conseguiu se reeleger:

Leandre (PV): fez 81.181 votos em 2014 e 123.958 votos em 2018 (ganhou 42.777 votos)

Diego Garcia (PODE): fez 61.063 votos em 2014 e 103.154 votos em 2018 (ganhou 42.091 votos)

Sérgio Souza (MDB): fez 77.699 votos em 2014 e 94.077 votos em 2018 (ganhou 16.378 votos)

Aliel Machado (PSB): fez 82.886 votos em 2014 e 95.386 votos em 2018 (ganhou 12.500 votos)

Sandro Alex (PSD): fez 116.909 votos em 2014 e 124.512 votos em 2018 (ganhou 7.603 votos)

Toninho Wandscheer (PROS): fez 71.822 votos em 2014 e 72.475 votos em 2018 (ganhou 653 votos)

Não tentaram a reeleição:

Alex Canziani (PTB), derrotado na disputa ao Senado

João Arruda (MDB), derrotado na disputa ao governo do Paraná

Fernando Francischini (PSL), eleito deputado estadual no Paraná

Dilceu Sperafico (PP), não se candidatou a cargo nenhum

Nelson Meurer (PP), não se candidatou a cargo nenhum

(Com Gazeta do  Povo)

Seja o Primeiro a comentar on "DEPUTADOS DO PARANÁ “PERDERAM” ATÉ 100 MIL VOTOS ENTRE UMA ELEIÇÃO E OUTRA"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*