COREIA DO NORTE CLASSIFICA SANÇÕES DA ONU COMO “ATO DE GUERRA”

Regime do ditador Kim Jong-un diz que restrições são estratégia dos EUA para ganhar hegemonia mundial. Pyongyang reitera que vai continuar a desenvolver armamentos nucleares.

A Coreia do Norte classificou neste domingo (24/12) como um “ato de guerra” as novas sanções impostas ao país pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas. O regime do ditador Kim Jong-un afirmou que seguirá adiante com o desenvolvimento de armas nucleares.

A nova rodada de medidas punitivas foi aprovada por unanimidade pelos países-membros do conselho da ONU na última sexta-feira com o fim de intensificar o isolamento da Coreia do Norte, retirar todas as vias de financiamento do país e forçá-lo a se sentar à mesa de negociações.

Programa nuclear norte-coreano

Para Pyongyang, as sanções representam uma “nova violação da soberania nacional” e um “ato de guerra que viola a paz e a segurança na península coreana e em toda a região”, diz um comunicado do Ministério das Relações Exteriores norte-coreano.

Em nota, a Coreia do Norte responsabilizou os Estados Unidos de elevar as tensões na península coreana e de orquestrar a nova resolução da ONU para promover “um bloqueio econômico total” sobre Pyongyang.

Ainda segundo o Ministério das Relações Exteriores norte-coreano, outros países que votaram em favor da resolução vão “pagar um alto preço” por apoiarem as medidas impulsionadas por Washington.

(Com dw)

Seja o Primeiro a comentar on "COREIA DO NORTE CLASSIFICA SANÇÕES DA ONU COMO “ATO DE GUERRA”"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*