ATENTADO SUICIDA MATA DEZENAS NO AFEGANISTÃO

Um atentado suicida reivindicado pelo “Estado Islâmico” deixou ao menos 80 mortos e 230 feridos neste sábado (23/07) em Cabul. O ataque aconteceu durante uma manifestação da comunidade hazara, uma minoria xiita de língua persa.

A comunidade hazara do Afeganistão, um país predominante sunita e no qual os xiitas representam 9% da população, foi alvo de diversos sequestros em massa e assassinatos por intolerância por parte dos talibãs e de outros grupos insurgentes nos últimos dois anos.

O ataque aconteceu durante uma manifestação de milhares de hazaras em protesto por um projeto do setor de energia do governo que exclui uma província onde vivem muitas pessoas desta minoria.

Dois combatentes do ‘Estado Islâmico’ fizeram estourar os cintos explosivos que tinham durante uma manifestação xiita no bairro Dehmazang, em Cabul, no Afeganistão“, disse a agência Amaq, através da qual os extremistas costumam reivindicar atentados.

Segundo a polícia local, um dos terroristas foi morto a tiros e apenas um conseguiu detonar os explosivos que carregava junto ao corpo. O governo diz que, com base em informações de inteligência, havia alertado os manifestantes sobre o risco de atentado.

Nós tínhamos informações dos últimos dias e compartilhamos com os organizadores do protesto. Compartilhamos nossas preocupações porque sabíamos que os terroristas queriam levar sectarismo à nossa sociedade“, afirmou um porta-voz do presidente Ashraf Ghani.

O ataque ocorreu cerca de três semanas após um homem-bomba matar dezenas de pessoas em um ataque contra cadetes recém-formados da polícia, reivindicado pelo Talibã.

Com DW

Seja o Primeiro a comentar on "ATENTADO SUICIDA MATA DEZENAS NO AFEGANISTÃO"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*