Argentina: BANCO CENTRAL APOSTA FORTE PARA FREAR CORRIDA DO PESO CONTRA O DÓLAR

O Banco Central da República Argentina (BCRA) estreou nesta segunda-feira (14), no começo das operações, outra ferramenta para frear a corrida cambial.

O BCRA colocou sobre a mesa US$ 5 bilhões das reservas, que está disposto a vender a 25 pesos. Ou seja, a um preço quase 8% superior ao do fechamento da moeda americana na sexta-feira (11).

Com que objetivo? Levar ao mercado a mensagem de que esse é o teto para o tipo de câmbio na Argentina.

Se der certo, a ideia é que a espiral ascendente se detenha e que aqueles que possuem dólares (especialmente exportadores) sejam incentivados a se desprenderem das divisas. E, não menos importante, que aqueles que possuem pesos os mantenham e os invertam em Lebacs (Letras do Banco Central).

Dessa maneira, o BCRA prepara o terreno para a megalicitação de Lebacs desta terça-feira (15), quando deverá renovar um vencimento superior a 600 bilhões de pesos.

O BCRA quer que os detentores de Lebacs considerem que a possibilidade de renovar a 40%, ou talvez a algo mais, é melhor negócio do que investir no dólar. Porque o dólar já não teria mais tanto caminho de alta para percorrer.

Imagem acima mostra comportamento do câmbio nesta segunda-feira (14) em Buenos Aires

A estratégia de ‘artilharia’ (a oferta dos US$ 5 bilhões) era pedida por ex-presidentes do Banco Central, entre eles, Martín Redrado. Agora será preciso esperar que a jogada funcione. Uma hora e media após o aparecimento dessa oferta, o dólar no atacado se mantinha abaixo desse preço, em torno de 24,65 pesos.

A pergunta do mercado é se esta é a etapa final da corrida cambial e se chegou a instância do “overshooting”, ou seja, do preço excessivamente alto, a partir do qual se poderia esperar um leve retrocesso até encontrar o valor de equilíbrio (instável). “Uma taxa de 40% e uma desvalorização de 25% em duas semanas freiam qualquer corrida”, dizia uma pessoa que trabalha em uma mesa de dinheiro.

A prova de fogo será na quarta-feira, quando forem entregues os pesos àqueles que não renovarem Lebacs. Alguns acreditam que, com os sinais de taxa e de dólar do BC, o resultado não seria ruim em termos de renovação. Se as taxas para os prazos mais longos subirem um pouco, isso poderia ser um reforço para aliviar a licitação do mês que vem, para não haver outra superterça-feira.

FMI – Um detalhe importante: minutos após a novidade da oferta do BCRA, o Ministério da Fazenda comunicou que o FMI avisou que nesta sexta-feira (18) o caso argentino será tratado formalmente no board.

Esse será o início da conta regressiva para saber se o acordo será rápido, como a Argentina espera que seja.

(Con El Clarín)

Seja o Primeiro a comentar on "Argentina: BANCO CENTRAL APOSTA FORTE PARA FREAR CORRIDA DO PESO CONTRA O DÓLAR"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*