APROVADO PROJETO QUE AMPLIA VAGAS PARA ARQUITETOS E ENGENHEIROS NA PREFEITURA DE FOZ

Vereadores aprovaram também regularização de área para escola do Morumbi e analisaram veto a projeto

Os vereadores aprovaram nesta quinta-feira (18) um projeto de lei do Poder Executivo que amplia o quadro de profissionais na prefeitura. Com a proposta, o Município ficará autorizado a preencher vagas para 10 novos nutricionistas, 10 assistentes técnico-fazendários, dois arquitetos, quatro engenheiros civis e um engenheiro eletricista.

Nos casos de assistente técnico fazendário e nutricionistas, além de suprir as demandas, a medida do prefeito vai cumprir medidas liminares concedidas pela justiça em relação à candidatos que participaram de concurso público e não foram chamados. Em relação aos nutricionistas, o Município também vai suprir o déficit destes profissionais atuantes na área de educação, inclusive com proposta de Termo de Ajustamento de Conduta junto ao Ministério Público Federal.

De acordo com a mensagem do prefeito aos vereadores, “o projeto objetiva o aperfeiçoamento dos serviços públicos com maior agilidade e qualidade para a população, bem como atendimento a demandas judiciais”.

Para Arquiteto, Engenheiro Civil e Engenheiro Eletricista “a ampliação de vagas é necessária para dar atendimento às demandas reprimidas nas áreas de atuação dos referidos cargos, envolvendo a execução e acompanhamento de projetos arquitetônicos, de engenharia e elétrica nas obras do Município, garantindo assim os padrões de qualidade e segurança recomendados”.

O líder do prefeito na Câmara, Jeferson Brayner, detalhou a necessidade de profissionais incluindo áreas como fiscalização e elaboração de projetos. O secretário da mesa diretora, Elizeu Liberato, lembrou que ano passado ele e o vereador João Miranda apresentaram indicação sugerindo ao prefeito a abertura de concurso para contratação de profissionais para as áreas citadas.

Regularização de área da Escola João XXIII

A Câmara também aprovou nesta quinta-feira a desafetação e afetação de áreas de propriedade do Município na região do Morumbi para regularização de edificações da Escola Municipal João XXIII. O líder do prefeito no Legislativo, vereador Jeferson Brayner, afirmou que o ato é importante para fins de regularização. “O Governo Municipal é pautado pela legalidade e assim encaminhou o projeto desafetando uma área e indicando outra para compensação ambiental”, declarou.

Veto mantido

Os vereadores mantiveram o veto parcial do prefeito ao Projeto de Lei nº 31/2018, de autoria do Vereador João Miranda, que Institui no Calendário de Eventos Oficiais do Município de Foz do Iguaçu o Dia da Corrida da Mulher. O chefe do Poder Executivo vetou a parte da proposta que impõe à Secretaria de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade a responsabilidade pela promoção do evento anual. O setor jurídico entendeu que isso criará nova despesa na prefeitura, o que é vedado ao Legislativo por conta da prerrogativa de atribuições exclusivas do Executivo. O plenário entendeu que o veto não afeta a essência do projeto.

Melhorias para escola Cora Coralina

Buscando levantamento de informações para propor melhorias na escola Cora Coralina, no Morumbi, o vereador Marcio Rosa entrou com requerimento solicitando da prefeitura cópia do projeto hidráulico, elétrico e planta arquitetônica do estabelecimento de ensino. Segundo o vereador, foi realizada vistoria em toda a estrutura física para identificar os principais problemas a serem resolvidos. Por meio do projeto será possível estudo mais preciso sobre reparos necessários nas instalações.

Aprovada moção ao esportista Onofre

Ainda na sessão desta quinta-feira foi aprovada a Moção de Aplauso, apresentada por Anderson Andrade e subscrita pelos demais vereadores em reconhecimento aos serviços prestados à sociedade pelo Sr Onofre Gomes da Silva. Ele sempre participou da história esportiva de Foz do Iguaçu e região, tanto como atleta quanto como árbitro de futebol e futebol de salão. Foi atleta do ABC Futebol Clube e do Guairacá por muitos anos, onde participou das equipes de base e amadora de ambas equipes, representando Foz do Iguaçu em competições regionais e jogos amistosos neste período. A proposição foi aprovada por unanimidade e a Câmara deverá agendar data para entrega da Moção.

Reclamações dos bairros

Na palavra livre alguns vereadores apresentaram problemas em bairros como Jardim Duarte, na região da Vila Bras. A vereadora Inês Weizemann mostrou vídeo retratando a situação, segundo ela, de abandono e descaso com a comunidade.

Dentre os principais problemas estão alagamentos, falta de limpeza e manutenção das galerias pluviais, além de buracos nas vias públicas e deterioração do calçamento poliédrico. O vereador Anderson Andrade sugeriu a formação de comissão da Câmara para buscar soluções.

O vereador Marcio Rosa criticou a falta de atenção no setor de infraestrutura nos bairros. “O que vemos um verdadeiro caos, com falta de atenção com as comunidades. Já se passaram praticamente dois anos desse governo. São quase R$ 2 bilhões em orçamento e não vimos resultados”, declarou. Também afirmou que o Município não pode repassar aos cidadãos o que é de responsabilidade do setor público. “Um exemplo é a intenção da prefeitura em fazer com que o morador pague pelo corte de árvores”, apontou.

Celino cobra solução para obras inacabadas

O vereador Celino Fertrin levantou preocupação com obras inacabadas apontando que algumas em andamento está ocorrendo serviço mal feito, talvez por falta de fiscalização. “Nos chegou a informação de que a Felipe Wandscheer, por exemplo, a empreiteira não vai conseguir concluir porque está falida. Precisamos de uma posição firme da administração sobre isso”, cobrou.

O presidente da Câmara, Rogério Quadros, lembrou que no assunto da Avenida Felipe Wandscheer, a obra está sob intervenção da justiça acompanhada e supervisionada pelo Ministério Público Federal. Nesse sentido, sugeriu ao vereador Celino que leve as questões levantadas por ele ao MPF, pois o Poder Público não pode interferir até que a justiça levante a intervenção, o que deve ocorrer na conclusão da obra.

Acidentes graves na BR

Celino também mostrou vídeos com imagens chocantes de acidentes graves na BR-277, no acesso ao Portal da Foz, próximo da passarela. Sugeriu que em conjunto o Legislativo reforce as cobranças que vem sendo feitas à concessionária e ao Governo do Estado para resolver o problema, seja com instalação de trincheira ou medidas paliativas como implantação de lombada eletrônica no local.

(Com CMFI)

Seja o Primeiro a comentar on "APROVADO PROJETO QUE AMPLIA VAGAS PARA ARQUITETOS E ENGENHEIROS NA PREFEITURA DE FOZ"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*