AEROPORTO DE FOZ DO IGUAÇU RECEBE SISTEMA DE RECONHECIMENTO FACIAL

O Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, conta a partir desta quarta-fiera (10) com uma nova ferramenta de fiscalização. A Receita Federal está implantando um sistema de reconhecimento facial, que deve auxiliar na identificação de suspeitos e de procurados também pela Interpol (Polícia Internacional).

A nova ferramenta faz a identificação pela geometria do rosto, uma combinação de traços e proporções que formam uma espécie de ‘digital’. A análise da expressão ajuda ainda a revelar um maior risco potencial de a pessoa estar praticando alguma irregularidade ou ilícito. A tecnologia permite uma seleção mais segura sem interferir no fluxo de passageiros que aguardam para a fiscalização.

Sem o equipamento, esta identificação individual, aleatória e por amostragem depende quase que exclusivamente da experiência dos fiscais e policiais. O sistema identifica de forma automática inclusive pessoas que estejam disfarçadas ou que, por algum motivo, tenham mudado a aparência.

Caso o sistema acuse algo suspeito, o viajante é chamado a passar por uma inspeção. Isso não significa que a pessoa será detida ou acusada de algum crime. Viagens frequentes, com grande número de malas ou em rotas normalmente usadas pelo crime organizado podem levantar suspeita, mesmo que o turista esteja em dia com a lei.

No total, 14 aeroportos do país devem receber o sistema de identificação facial. Alguns deles ainda estão em fase de testes e outros já operando definitivamente. No Paraná, além de Foz do Iguaçu – terminal bastante utilizado por traficantes de drogas em função da proximidade com a fronteira paraguaia -, a tecnologia será implantada no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais.

Com G1

Seja o Primeiro a comentar on "AEROPORTO DE FOZ DO IGUAÇU RECEBE SISTEMA DE RECONHECIMENTO FACIAL"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*