60% das empresas graduadas na Intec seguem ativas

A Incubadora Tecnológica do Tecpar (Intec) completa 28 anos nesta segunda-feira (04) com um indicador que mostra a solidez dos seus processos. De cada dez empresas graduadas pela incubadora desde 1989, seis continuam ativas no mercado. Mesmo as que fecharam durante este período apresentaram bons resultados, com uma média de dez anos de atividade antes de encerrar o negócio.

A incubadora do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) é a primeira de base tecnológica do Estado e hoje conta com unidades em Curitiba e em Jacarezinho, no Norte Pioneiro. A Intec foi criada com o objetivo de estimular a criação e instalação de empresas de base tecnológica no Paraná.

Desde o seu início, em 1989, a Intec já apoiou mais de 100 negócios. Desse total se graduaram 54 projetos, entre empresas ou novos negócios. Uma pesquisa realizada para a comemoração do aniversário da incubadora mostra que 60% das empresas graduadas desde a fundação da Intec ainda estão em atividade.

O levantamento aponta ainda que mesmo as empresas que se graduaram e posteriormente fecharam mantiveram-se no mercado por cerca de dez anos. “Esses indicadores mostram que os processos da Intec são acertados. O programa de incubação apoia a estruturação das empresas que passaram por ela, dando solidez e capacidade de operar por muitos anos no mercado”, ressalta o gerente das Incubadoras e Parques Tecnológicos do Tecpar. Gilberto Passos Lima.

Ele destaca ainda que a taxa de sucesso das empresas se dá pelo apoio do instituto aos empreendedores. “A Intec tem bons resultados porque conta com o apoio tecnológico do Tecpar, que oferece infraestrutura para desenvolver projetos tecnológicos inovadores”, salienta.

O diretor-presidente do Tecpar, Júlio Felix, avalia que o futuro da incubadora está ligado à Quarta Revolução Industrial, que está transformando as indústrias em indústrias 4.0. “Uma indústria 4.0 é uma empresa que aproveita a eliminação dos limites entre os mundos digital e físico para alterar a sua cadeia de valor. Nosso apoio como incubadora daqui para frente é ajudar as empresas a convergir entre os mundos digital e físico para criar produtos e serviços inteligentes”, analisa.

INTEC – Empreendedores que queiram participar do programa de incubação do Tecpar podem se candidatar a uma vaga em uma das duas unidades da Intec, em Curitiba e em Jacarezinho. São ofertadas vagas para a modalidade residente – quando a empresa fica nas dependências da Intec – e para a incubação não residente, quando o empresário não se instala na incubadora, mas conta com o apoio dos especialistas do instituto.

A Intec oferece também o programa de Incubação Verde para acelerar o desenvolvimento de negócios sustentáveis e os pedidos de patentes de tecnologias verdes.
No momento, nove empresas passam pelo programa da Intec, com o desenvolvimento de tecnologias em diversas áreas: Werker, Vuk Personal Parts, Compracam, Provena, RR Import, Forrest Brasil Tecnologia, OrangeLife, Neurocel e E4R – Engineering for Rehabilitation.

 

A Incubadora Tecnológica do Tecpar (Intec) completa 28 anos nesta segunda-feira (04) com um indicador que mostra a solidez dos seus processos. De cada dez empresas graduadas pela incubadora desde 1989, seis continuam ativas no mercado. Mesmo as que fecharam durante este período apresentaram bons resultados, com uma média de dez anos de atividade antes de encerrar o negócio.

A incubadora do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) é a primeira de base tecnológica do Estado e hoje conta com unidades em Curitiba e em Jacarezinho, no Norte Pioneiro. A Intec foi criada com o objetivo de estimular a criação e instalação de empresas de base tecnológica no Paraná.

Desde o seu início, em 1989, a Intec já apoiou mais de 100 negócios. Desse total se graduaram 54 projetos, entre empresas ou novos negócios. Uma pesquisa realizada para a comemoração do aniversário da incubadora mostra que 60% das empresas graduadas desde a fundação da Intec ainda estão em atividade.

O levantamento aponta ainda que mesmo as empresas que se graduaram e posteriormente fecharam mantiveram-se no mercado por cerca de dez anos. “Esses indicadores mostram que os processos da Intec são acertados. O programa de incubação apoia a estruturação das empresas que passaram por ela, dando solidez e capacidade de operar por muitos anos no mercado”, ressalta o gerente das Incubadoras e Parques Tecnológicos do Tecpar. Gilberto Passos Lima.

Ele destaca ainda que a taxa de sucesso das empresas se dá pelo apoio do instituto aos empreendedores. “A Intec tem bons resultados porque conta com o apoio tecnológico do Tecpar, que oferece infraestrutura para desenvolver projetos tecnológicos inovadores”, salienta.

O diretor-presidente do Tecpar, Júlio Felix, avalia que o futuro da incubadora está ligado à Quarta Revolução Industrial, que está transformando as indústrias em indústrias 4.0. “Uma indústria 4.0 é uma empresa que aproveita a eliminação dos limites entre os mundos digital e físico para alterar a sua cadeia de valor. Nosso apoio como incubadora daqui para frente é ajudar as empresas a convergir entre os mundos digital e físico para criar produtos e serviços inteligentes”, analisa.

INTEC – Empreendedores que queiram participar do programa de incubação do Tecpar podem se candidatar a uma vaga em uma das duas unidades da Intec, em Curitiba e em Jacarezinho. São ofertadas vagas para a modalidade residente – quando a empresa fica nas dependências da Intec – e para a incubação não residente, quando o empresário não se instala na incubadora, mas conta com o apoio dos especialistas do instituto.

A Intec oferece também o programa de Incubação Verde para acelerar o desenvolvimento de negócios sustentáveis e os pedidos de patentes de tecnologias verdes.
No momento, nove empresas passam pelo programa da Intec, com o desenvolvimento de tecnologias em diversas áreas: Werker, Vuk Personal Parts, Compracam, Provena, RR Import, Forrest Brasil Tecnologia, OrangeLife, Neurocel e E4R – Engineering for Rehabilitation.

 

Com AEN

Seja o Primeiro a comentar on "60% das empresas graduadas na Intec seguem ativas"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*